PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

'Tentando entender' chances para 2017, Massa diz que pode sair da Williams

JOSEP LAGO/AFP
Imagem: JOSEP LAGO/AFP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Monte Carlo (MON)

28/05/2016 13h40

O mercado de pilotos para a próxima temporada se agitou de vez neste final de semana, durante a disputa da sexta etapa da temporada. Essa antecipação ao que seria normal tem dois motivos principais: a grande mudança no regulamento dos carros do ano que vem e a troca entre Max Verstappen e Daniil Kvyat, que tirou um nome importante do mercado e apontou o caminho que a Red Bull tomará, muito provavelmente mantendo a dupla atual, com Daniel Ricciardo.

Um dos pilotos que está sem contrato para o ano que vem, Felipe Massa admite que está tentando enxergar quais são suas possibilidades - tanto dentro quanto fora da Williams.

“A partir da corrida de Mônaco, se começa a falar coisas e as equipes e pilotos começam a trabalhar para ver como será o futuro”, afirmou ao UOL Esporte. “Eu já estou tentando começar a entender o que pode acontecer, mas não sei como será.”

Perguntado sobre suas possibilidades fora da equipe que vem defendendo desde 2014, Massa declarou que existe a chance de permanecer no time. Porém, o brasileiro indica que não gostaria de renovar o contrato por apenas uma temporada, algo que pode pesar nas negociações.

“A intenção é ver se a gente consegue ficar em uma boa posição por mais alguns anos. Acho que nada é impossível. Quando seu contrato está se encerrando, você tem de tentar achar o caminho para continuar. Eu tenho a chance de continuar na Williams sim, mas também tenho a chance de negociar com outras equipes. Temos que tentar entender o que pode acontecer a nossa volta no mercado.”

São vários os contratos importantes que se encerram ao final desta temporada. O próprio companheiro de Massa, Valtteri Bottas, não está garantido, assim como Nico Rosberg na Mercedes e Kimi Raikkonen, na Ferrari. Felipe Nasr, da Sauber, também não tem acordo firmado para a próxima temporada.

Fórmula 1