PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Williams contrata engenheiro que falou para Massa ceder posição a Alonso

Do UOL, em São Paulo

25/02/2014 07h59

A Williams anunciou nesta terça-feira a contratação de Rob Smedley, que foi durante oito anos o engenheiro responsável pelo piloto brasileiro Felipe Massa na Ferrari. Smedley ficou conhecido em 2010 pela frase “Fernando is faster than you” (“Fernando está mais rápido que você”), dita no rádio e interpretada instantaneamente pela imprensa internacional como uma ordem para que Massa trocasse de posição com o companheiro Fernando Alonso no GP da Alemanha de 2010.

Smedley vai começar oficialmente seu trabalho na Williams antes do GP do Bahrein, a terceira etapa do campeonato, marcada para o dia 6 de abril. O engenheiro vai trabalhar como chefe de performance dos carros da equipe britânica, e não vai atuar exclusivamente com Felipe Massa. Ele será auxiliado por Andrew Murdoch, engenheiro de Massa, e Jonathan Eddolls, de Valtteri Bottas.

Os oito anos de parceria com Massa na Ferrari transformaram Smedley em uma figura de confiança para o brasileiro na Fórmula 1. Logo após o anúncio do acerto com a Williams no ano passado, especulações já colocavam o engenheiro no "pacote" para a equipe britânica. Smedley costuma se referir a Massa como "um irmão mais novo". 

"Ele é alguém que me conhece 100% e sabe muito sobre carros. É muito inteligente e entende de várias coisas que são importantes para sermos competitivos. Sempre tive uma boa relação com ele, é mais do que apenas um grande engenheiro", disse Massa após o anúncio da contratação, em entrevista ao site da revista Autosport.

No ano passado, em uma das últimas entrevistas como piloto da Ferrari, Massa disse que o episódio com Alonso foi o pior momento de suas oito temporadas na escuderia italiana. "Acho que definitivamente o acidente (em 2009) não foi um episódio muito bom, e talvez a corrida de Hockenheim, em 2010, tenha sido (o pior momento). Foi muito ruim. Um dia ruim para todos", disse o brasileiro, em novembro de 2013. A Ferrari foi multada em 100 mil dólares na época, após o diretor Stéfano Domenicali negar que a equipe tivesse emitido uma ordem para a troca de posições.

A chegada de Smedley também foi comemorada pela direção da equipe britânica. “A Williams está passando por mudanças e essas novas contratações refletem o quanto estão ambiciosos. Nós temos um bom número de pessoas experientes que estão se juntando à equipe para nos ajudar a perseguir essas ambições e eu estou extremamente empolgado para recebê-los”, disse o diretor técnico Pat Symonds.

A contratação de Smedley foi mais uma das novidades anunciadas pela Williams nos últimos dias. Na segunda-feira, o time anunciou a renovação de contrato com a piloto de testes Susie Wolff, que vai guiar o FW36 nos treinos de sexta-feira de dois GPs desta temporada, quebrando um tabu de 22 anos sem presença feminina em sessões oficiais da Fórmula 1.

Na semana passada, a Williams anunciou a contratação do brasileiro Felipe Nasr como terceiro piloto. Ele vai correr em pelo menos cinco treinos de sexta-feira este ano. A chegada de Nasr trouxe ainda o patrocínio do Banco do Brasil. Outra novidade foi o acordo com a Petrobras, que começará a fornecer combustível para a equipe em 2015, mas já estampa sua marca no carro.

Fórmula 1