PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Vettel vence com ultrapassagem polêmica; Massa é 5º na Malásia

Do UOL, em São Paulo

24/03/2013 06h43

O GP da Malásia foi um sonho para a Red Bull (pelo menos no papel) e um pesadelo para a Ferrari. Enquanto a primeira equipe comemorou a dobradinha na prova deste domingo, a escuderia italiana viu Fernando Alonso abandonar pouco depois de completar a primeira volta e Felipe Massa, com um desempenho discreto, ficou em quinto. Melhor para o vencedor Sebastian Vettel, que travou uma bela disputa com Mark Webber no circuito de Sepang.

A vitória foi marcante para Vettel, mas pelo lado polêmico. O tricampeão mundial ignorou um pedido feito pela equipe para não pressionar Webber, que liderava a prova, mas estava em ritmo mais lento. O alemão pisou no acelerador e, após uma disputa acirrada pela ponta, levou a melhor sobre seu companheiro de equipe.

Após a bandeira quadriculada, a festa da Red Bull azedou. O clima não era dos melhores entre os pilotos da equipe. Webber, com cara de poucos amigos, parecia não ter gostado da ultrapassagem feita por Vettel. Já o alemão, que costuma vibrar muito em suas vitórias, desta vez adotou um tom mais sério. No pódio, os dois mal se olharam. O único que comemorou 'para valer' foi Lewis Hamilton, terceiro colocado.

Com o resultado, Vettel assumiu a liderança do Mundial de pilotos com 40 pontos. Kimi Räikkönen, vencedor do GP da Austrália, ficou em sétimo em Sepang e aparece em segundo com 31. Massa é o quinto, com 22.

Os pilotos largaram com pneus intermediários, já que choveu pouco antes do início da corrida. Na largada, Vettel conseguiu se manter na primeira posição. Os carros da Ferrari, por outro lado, não foram bem. Cauteloso, Massa foi ultrapassado por Alonso e tirou o pé para evitar um toque no carro de seu companheiro de equipe. Com o problema enfrentado pelo espanhol, Massa caiu para sexto.

Alonso tentou pressionar Vettel, mas tocou a parte dianteira de sua Ferrari na Red Bull do tricampeão mundial. Mesmo com parte da asa batendo no asfalto, o piloto da Ferrari não parou nos boxes para trocar a peça e seguiu na pista. Pouco após completar a primeira volta, o bico do carro dele se soltou e o espanhol abandonou a corrida, em final nada feliz para quem completou seu 200º GP.

Na sexta volta, Vettel deu início às paradas nos boxes para a troca de pneus, com a mudança para compostos para pista seca. A curiosidade ficou por conta de Lewis Hamilton. O piloto inglês foi para a troca na 8ª volta e quase parou sua Mercedes no box da McLaren, sua equipe no ano passado.

Webber, que havia largado bem, assumiu a liderança ao adotar uma estratégia diferente da de seu companheiro de equipe. Enquanto Vettel colocou pneus médios, o australiano preferiu usar compostos duros e ficou à frente do companheiro. Na segunda parada, Webber optou por pneus médios e se manteve em primeiro, mas seu ritmo piorou.

A disputa pela liderança levou Vettel, agora de pneus duros e andando rápido, a falar pelo rádio para que a Red Bull pedisse para Webber abrir, já que o australiano estava mais lento na pista. A equipe pediu calma ao alemão. Na terceira parada, o atual tricampeão mundial voltou à pista em terceiro, atrás de Hamilton, mas ultrapassou o piloto da Mercedes algumas voltas depois.

A disputa pela ponta teve momentos emocionantes quando Webber parou nos boxes na 44ª volta. Vettel colou no seu companheiro de equipe e tentou ultrapassá-lo. Em bela briga, Webber sustentou a liderança, mas por pouco tempo. O alemão pulou para a ponta duas voltas depois, na manobra criticada por Webber, e venceu a corrida. Massa conseguiu ultrapassar Romain Grosjean nas voltas finais e ficou em quinto.

A próxima etapa da temporada é o GP da China em 14 de abril.

GP da Malásia - resultado final

1º Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - 56 voltas
2º Mark Webber (AUS/Red Bull) - a 4s2
3º Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - a 12s1
4º Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 12s6
5º Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 25s6
6º Romain Grosjean (FRA/Lotus) - a 35s5
7º Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) - a 48s4
8º Nico Hulkenberg (ALE/Sauber)- a 53s0
9º Sergio Pérez (MEX/McLaren) - a 1min12s3
10º Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso) - a 1min27s1
11º Valtteri Bottas (FIN/Williams)- a 1min28s6
12º Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber)- a 1 volta
13º Jules Bianchi (FRA/Marussia)- a 1 volta
14º Charles Pic (FRA/Caterham) -a 1 volta
15º Giedo van der Garde (HOL/Caterham)- a 1 volta
16º Max Chilton (ING/Marussia) - a 2 voltas                      

Abandonaram:                

Jenson Button (ING/McLaren)
Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)
Pastor Maldonado (VEN/Williams)
Adrian Sutil (ALE/Force India)
Paul di Resta (ESC/Force India)
Fernando Alonso (ESP/Ferrari)

Fórmula 1