PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Prost assiste ao filme de Senna e confessa: "Fiquei chateado"

Senna e Prost protagonizaram uma das maiores rivalidades da F-1 - Reuters
Senna e Prost protagonizaram uma das maiores rivalidades da F-1 Imagem: Reuters

Do Tazio, em São Paulo

12/07/2012 12h38

Alain Prost até resistiu, mas acabou assistindo ao filme “Senna”, sobre a carreira do piloto brasileiro na F1. No começo do ano, o francês afirmou que não queria ver o documentário, já que não concordava com a linha escolhida pelos produtores para contar a história, em que ele era retratado como um vilão.

Na última semana, em entrevista durante o Festival de Velocidade em Goodwood, na Inglaterra, o tetracampeão admitiu que assistiu ao filme e que não ficou contente.

VEJA O TRAILER DO FILME SOBRE AYRTON SENNA

“Estou muito, diria, chateado. Explico em 30 segundos: gastei muito tempo filmando para isso, fiquei muitas, muitas horas tentando explicar as coisas. Tínhamos um Ayrton Senna antes da F1, um Senna de quando lutávamos na F1 e tínhamos um Ayrton Senna de quando eu me aposentei”, afirmou Prost.

“Então, tem o lado humano da história com duas personalidades e as pessoas entenderiam muito melhor o que aconteceu quando brigávamos, pois ele estava lutando assim, e as pessoas entenderiam melhor os últimos três ou quatro meses, quando ele me ligava quase que uma ou duas vezes por semana para me fazer perguntas, me pedindo para voltar a GPDA [Associação dos Pilotos de Grandes Prêmios], fazendo perguntas sobre a Williams, sobre segurança, sobre vida pessoal. Segredos muito grandes que nunca vou contar a ninguém”, continuou.

Apesar de não ter gostado da forma do resultado final do filme, Prost ainda disse que o documentário é uma peça comercial, que precisa seguir uma receita para fazer sucesso e agradar aos fãs.

“No final, eles queriam fazer uma coisa comercial seguindo a linha do bom e do mau. Não me importo muito em ser o vilão”, concluiu.

#dev_albumEmbed010('tagalbum','10186')

Fórmula 1