Topo

Esporte


Francês deixa 102 anos de idade para trás e bate recorde no ciclismo

Robert Marchand abre sorriso após completar nova façanha em sua carreira como ciclista centenário - REUTERS/Denis Balibouse
Robert Marchand abre sorriso após completar nova façanha em sua carreira como ciclista centenário Imagem: REUTERS/Denis Balibouse

Das agências internacionais, em Paris (FRA)

31/01/2014 15h35

Para a maioria das pessoas, passar dos 100 anos de idade parece improvável. Já ultrapassar a marca como um atleta ainda em atividade parece impossível. Mas o francês Robert Marchand deu mais uma prova de como o corpo humano é incrível nesta sexta-feira, quando bateu o Recorde da Hora de ciclismo para centenários, percorrendo 26,927 km em 60 minutos, em Paris.

Aos 102 anos de idade, o idoso bateu a sua própria marca na categoria, que havia sido estabelecida dois anos antes, na Suíça. Na oportunidade, o ciclista pedalou por 24,251 km, 'obrigando' a União Ciclística Internacional (UCI) a criar a disputa para maiores de 100 anos de idade, que inexistia até então por falta de competidores.

Nascido em 1911, três anos antes da Primeira Guerra Mundial, na pequena cidade de Amiens, Marchand tem apenas 1,50 m de altura e realizou a prova na capital do seu país, tendo o velódromo de Saint-Quentin-en-Yvelines como palco.

Extremamente cansado após o feito inédito, o veteraníssimo ciclista teve que se submeter a um exame antidoping para a oficialização da marca, o que não o deixou preocupado, uma vez que afirmou ter se alimentado apenas de mel antes de pedalar.

Antes de se dedicar ao ciclismo, Marchand trabalhava como bombeiro em Paris, mas já se preocupava com uma dieta equilibrada fundamentada em frutas e verduras. Em 2012, o francês já havia batido o recorde de velocidade para centenários em 100 km, fazendo o percurso em 4 horas, 17 minutos e 27 segundos.

Mais Esporte