PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Medalhista olímpica em Londres é suspensa por 10 anos após doping

Darya Pishchalnikova conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres-12 - Jamie Squire/Getty Images
Darya Pishchalnikova conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres-12 Imagem: Jamie Squire/Getty Images

Das agências internacionais

Em Moscou (Rússia)

30/04/2013 08h16

A Federação Russa de atletismo (VFLA) anunciou nesta terça-feira a suspensão de Darya Pishchalnikova por dez anos. Um exame antidoping realizado pela medalhista olímpica no lançamento de disco deu positivo para uma substância proibida.

Um teste realizado pela atleta em maio de 2012 revelou o uso de oxandrolona, um esteroide anabólico. Darya, medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, nega o uso de qualquer tipo de substância ilícita.

Esta não é a primeira vez na qual a atleta tem seu nome envolvido em um caso de doping. Ela foi suspensa por dois anos e nove meses (entre julho de 2008 e abril de 2011) após traços de metilhexanamina serem encontrados em seu sangue. A substância, usada em descongestionantes nasais, retarda a sensação de fadiga.

Entre outras conquistas, Darya levou o título mundial no lançamento de disco no Mundial de Atletismo em Daegu (Coreia do Sul) em 2011. Dois anos antes, ela ficou com a medalha de prata no Mundial de Osaka (Japão), mas seu resultado foi anulado pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF) por conta de seu primeiro caso de doping.

Esporte