PUBLICIDADE
Topo

Ford revela esboços inéditos do GT40, lenda das 24 Horas de Le Mans

Rodrigo Mora

O blog Mora nos Clássicos contará as grandes histórias sobre as pessoas e os carros do universo antigomobilista. Nesse percurso, visitará museus, eventos e encontros de automóveis antigos - com um pouco de sorte, dirigirá alguns deles também.

Colunista do UOL

20/06/2020 05h00

(SÃO PAULO) - Vasculhando sua coleção de negativos, arquivistas da Ford encontraram o que a empresa supõe serem os primeiros esboços do GT40, supercarro vencedor de quatro edições das 24 Horas de Le Mans e que acabou se tornando o principal esportivo da marca. Imagens inéditas de carros antigos são sempre uma grande notícia.

Instalada em Slough, na Inglaterra, a Ford Advanced Vehicles nasceu para desenvolver um carro fenomenal o bastante para vencer a Ferrari na lendária corrida de longa duração. Em 12 de junho de 1963, menos de um mês após a Ford soltar um comunicado oficializando que um acordo entre ela e a Ferrari havia melado, o programa de competição foi apresentado à Henry Ford II. Até o nome do bólido já estava definido: GT40. "GT" de Gran Turismo e 40 em referência a altura do carro em polegadas.

O tal acordo levaria a americana às 24 Horas de Le Mans com um carro assinado pela italiana e renderia a esta anos de investimento e tranquilidade para continuar competindo, vendendo carros e pagando a conta de luz. Mas desandou quando Enzo Ferrari sacou que não teria autonomia sobre a equipe que ele mesmo fundara em 1929, aos 31 anos. Henry Ford II, neto do fundador da companhia, ficou pistola e partiu para a vingança.

Ford GT40 fr - Divulgação  - Divulgação
Imagem: Divulgação

Para economizar tempo, a equipe de engenheiros tomou como base dois Lola GT de 1962, já equipados com motores V8 da própria Ford. Os primeiros protótipos começaram a rodar já em agosto de 1963, equipados com um 4.2 V8, de 350 cv.

Sua construção consistia em motor instalado praticamente no centro do carro. As portas se abriam para cima, mas avançavam sobre o teto. E o cockpit era apertado.

Ford GT40 lado - Divulgação  - Divulgação
Imagem: Divulgação

A primeira vitória veio em 1965, na pista de Daytona, nos EUA. Ken Miles e Lloyd Ruby dividindo o volante. O triunfo em Le Mans, a razão de sua existência, foi apenas no ano seguinte, com Chris Amon e Bruce McLaren. O GT40 então emendou uma sequência arrasadora: Dan Gurney e A.J. Foyt venceram em 1967; Pedro Rodrigues e Lucien Bianchi em 1968 e Jacky Ickx e Jackie Oliver em 1969.

Ford GT40 tras - Divulgação  - Divulgação
Imagem: Divulgação

Entre o GT40 real e os sketches, ponto para o verdadeiro. O que é até comum, pois protótipos e conceitos servem para isso mesmo, dilatar a imaginação, sem preocupações práticas. O carro prata das fotos era a versão em argila, palpável e próxima do modelo final.

Ford GT40 prot argila  - Divulgação  - Divulgação
Imagem: Divulgação

Falando em Le Mans...

...completou-se no último domingo 50 anos da primeira vitória da Porsche nas 24 Horas de Le Mans, com um 917 KH. E quem estava lá transmitindo a corrida para a TV Tupi? Fernando Calmon, colunista de UOL Carros!

"A TV Tupi queria dar o troco na Record, que havia transmitido uma importante corrida antes dela. E para isso escolheu Le Mans, simplesmente a corrida mais importante do ano", relembra Calmon, à época produtor e apresentador do programa Grand Prix, dedicado aos esportes a motor.

O jornalista chegou de carona a Le Mans, e conta que a cobertura não tinha os recursos tecnológicos de hoje, e que era preciso confiar nas atualizações que a própria organização da corrida oferecia. Fome e cansaço também eram obstáculos. Ao todo, foram cerca de dez boletins para o Brasil.

Mas a corrida não repercutiu muito por aqui. "Não se falava de Le Mans no Brasil. O automobilismo estouraria aqui dois anos depois, com o campeonato do Emerson na Fórmula 1", relembra Calmon.

Porsche 917 KH - Divulgação  - Divulgação
Porsche 917 KH vencendo as 24 Horas de Le Mans de 1970
Imagem: Divulgação