PUBLICIDADE

Topo

Podcast

Sexoterapia

A sexóloga Ana Canosa e a jornalista Marina Bessa conduzem o papo sobre sexo e relacionamento.


Sexoterapia

Sexoterapia #47: "Depois que nossos filhos cresceram, viramos liberais no sexo"

de Universa

12/03/2021 04h00

"Eu me casei muito jovem, porque eu estava grávida. Posso dizer que eu e o meu marido nunca tivemos uma vida a dois sem a presença de um filho. Mas quando nosso filho entrou na faculdade, as coisas começaram a mudar. Com o tempo, tive vontade de experimentar coisas novas. Consegui convencê-lo de ir comigo a uma casa de swing. Curtimos muito, mas a gente chegou à conclusão de que gostamos mais de fazer sexo com amigos e conhecidos. Algo mais discreto, porque nosso filho nem sonha com esse nosso lado liberal."

O caso da Fabiana* traz à tona a realidade de casais que se redescobrem sexualmente depois que os filhos crescem e acabam por foi um dos casos abordados no episódio do podcast Sexoterapia dedicado a discutir a síndrome do ninho vazio, ou como fica a vida sexual dos casais quando os filhos crescem e saem de casa. Veja o caso completo no vídeo acima, a partir do minuto 34:04.

Segundo a sexóloga Ana Canosa, apresentadora do podcast, esse tipo de relato não é incomum: há mesmo muitos casais de meia idade demonstrando interesse em melhorar sua vida sexual. Uma pesquisa mostrou que a faixa entre os 35 e os 44 anos foi o segundo maior público comprador de brinquedos sexuais durante a pandemia — e a maior parte são casais.

Outra pesquisa, que estudou prazer, desejo e a Importância do sexo na vida do casal, revelou que 68% das mulheres latino americanas de 45 a 60 anos mantêm uma atividade sexual ativa e 88% têm prazer nas relações.

Será que um comportamento mais liberal em relação ao sexo pode ser um caminho para que casais longevos sejam felizes no sexo? É possível. "Alguns estudos que pesquisaram os efeitos do swing na vida dos casais mostrou que a prática proporciona maior benefício do que consequências negativas, não só para a relação, mas também para os swingers enquanto indivíduos", diz Ana. As alegações mais comuns são de que a prática fortalece o casamento e aumenta a percepção sobre a qualidade do mesmo. "Além disso, os estudos mostram que o swing aproxima o casal emocional e sexualmente, melhora a vida sexual, aumenta o desejo pelo parceiro e propicia uma comunicação mais aberta e honesta."

*Nome trocado para preservar a identidade da personagem.

Para saber mais:

  • Livros: Coroas (Mirian Goldenberg); Comer, Rezar, Amar (Elizabeth Gilbert)
  • Filme: Um divã para dois; Ninho vazio

Acompanhe o Sexoterapia

Ninho vazio é o tema do sexto episódio da sexta temporada do podcast Sexoterapia, que trata da sexualidade nas diferentes fases da vida.

Nesse episódio, as apresentadoras Marina Bessa, jornalista, e Ana Canosa, sexóloga, recebem a jornalista Deborah Bresser.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Sexoterapia, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube —neste último, também em vídeo.

Sexoterapia