Topo

Exigente, mosca fêmea copula com vários, mas escolhe qual esperma usar

Do UOL, em São Paulo

12/06/2013 18h32

A fêmea desempenha um papel de seleção dos machos não só na hora da escolher com quais parceiros copular, mas também após o coito, selecionando qual espermatozoide armazenar para reproduzir. Esta é a conclusão de um estudo do College of Arts and Sciences da Universidade de Siracusa, localizada no Estado de Nova York, nos Estados Unidos, que estudou fêmeas de moscas da espécie Drosophila melanogaster.

O estudo, divulgado na Proceedings of the National Academy of Sciences, traz novas informações sobre os importantes processos observados na natureza, como seleção e conflito sexual e coevolução das características reprodutivas.

Moscas costumam copular com vários machos e ir armazenando seu esperma, usando o fluído para fecundar e botar ovos em diferentes etapas de sua existência — o que não se sabia é que o esperma de determinados machos é priorizado pela fêmea após o armazenamento, caracterizando um comportamento mais exigente do que se tinha conhecimento.

De acordo com declaração do principal condutor do estudo, o cientista Stefan Lüpold, ao site EurekAlert, "as fêmeas da mosca não apenas oferecem um organismo competitivo para o esperma de seus machos como também escolhem o que será usado na fecundação, na etapa de pós-cópula".
  
Lüpold explica que o estudo observou o uso do esperma ao tingir de verde ou vermelho a cabeça dos espermatozóides de dois grupos de machos de mosca. Assim, após os acasalamentos, pode ser observado qual grupo tinha esperma melhor aproveitado pela fêmea. O esperma julgado pela fêmea como de melhor qualidade e mais apto a render bons descendentes era armazenado por mais tempo, permitindo uma fecundação mais ampla.

"Quanto mais tempo a fêmea esperava para ejetar o esperma que fora mantido, mais tempo ele tinha para entrar em seus órgãos de armazenamento e desalojar o esperma de outros machos", explicou o cientista Scott Pitnick, que também participou do estudo. 

Tilt