PUBLICIDADE
Topo

"Pirâmide" de Marte que foi recolhida por robô tem composição dos vulcões da Terra

Pedra foi recolhida por conta do formato inusitado - Nasa/JPL-Caltech
Pedra foi recolhida por conta do formato inusitado Imagem: Nasa/JPL-Caltech

11/10/2012 19h27

Cientistas da Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) divulgaram nesta quinta-feira (11) a análise da primeira rocha de Marte coletada pelo robô Curiosity, em 22 de setembro. Segundo a agência, a composição da pedra extraterrestre é parecida com a de alguns exemplares do nosso planeta.

“Esta rocha é similar na composição química de um tipo incomum, mas bem conhecida, de rocha ígnea encontrado em locais vulcânicos da Terra”, explica Edward Stolper, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, nos Estados Unidos. “Só com uma rocha marciana deste tipo é difícil saber se os mesmos processos estavam envolvidos [na formação], mas é um começo razoável para pensar sobre a sua origem.”

Segundo a Nasa, as pedras como a Jake Matijevic, como foi batizado o pedregulho marciano, surgem abaixo da crosta terrestre a partir da cristalização do magma em pressão elevada. “Jake é um tipo de rocha estranha de Marte. É rica em minerais como o feldspato, mas tem pouco magnésio e ferro”, completa Ralf Gellert, da Universidade de Ontário, no Canadá.

Com 25 centímetros de altura e 40 centímetros de largura, a pedra Jake Matijevic – batizada em homenagem ao engenheiro que morreu dias antes do pouso de 6 de agosto – foi escolhida pela equipe da Nasa por ter um formato inusitado, o de uma pirâmide egípicia.

 

Tilt