PUBLICIDADE
Topo

Cápsula Dragon volta à Terra com 1.210 kg de pesquisas da ISS

Em Washington

26/03/2013 17h09

A cápsula não-tripulada Dragon, da empresa americana SpaceX, aterrissou sem problemas nesta terça-feira (26) no oceano Pacífico, ao longo da costa mexicana, depois de concluir com êxito sua missão na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

"A Dragon amerissou às 16h34 GMT (13h34, no fuso horário de Brasília) sem problemas no Pacífico; bem-vinda ao lar", informou a SpaceX pelo Twitter.

A cápsula tocou a água lentamente, freada por seus enormes para-quedas, a 320 quilômetros da costa mexicana. Vários barcos estavam a caminho para recuperá-la, acrescentou a empresa.

Pesquisas no espaço

A nave concluiu, assim, uma missão de pouco mais de três semanas na ISS, onde deixou 544 quilos de provisões, entre os quais equipamentos destinados a 160 experimentos científicos. 

A cápsula trouxe de volta à Terra uma carga de 1.210 quilos, especialmente com amostras e materiais de pesquisa biológica, biotecnológica e física enviadas pelos astronautas. As experiências vão ajudar os cientistas a avaliar os efeitos de longo prazo no espaço sobre o organismo humano.

Amostras de plantas que cresceram na ISS em situação de ausência de gravidade, por exemplo, devem permitir desenvolver técnicas de cultivo durante futuras missões de longa duração no espaço e, ao mesmo tempo, melhorar a produção agrícola na Terra.

Além disso, cristais das proteínas formadas na ISS poderão ajudar a desenvolver células fotovoltaicas e semicondutores mais eficazes, segundo a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana).

Esta foi a terceira missão comercial da empresa SpaceX para a ISS. Ela foi a primeira - e, até agora, a única - nave espacial privada a chegar à plataforma orbital, após o primeiro voo de testes, realizado em maio de 2012.

A Nasa aposta na SpaceX e em outras companhias privadas para substituir seu programa de ônibus espaciais, que foi encerrado em julho de 2011, com objetivo de abastecer a ISS e, a partir de 2015, de também transportar seus astronautas.

A nave deixou na terça-feira a ISS, da qual se desacoplou com a ajuda de um braço mecânico operado por tripulantes da plataforma orbital, antes de ser lançada de volta à Terra às 10h56 GMT (07h56 de Brasília), quando sobrevoava o sul da Austrália.