Topo

Nave Soyuz com seis satélites americanos é lançada com sucesso

Em Moscou

07/02/2013 05h50

Um foguete russo Soyuz foi lançado nesta quarta-feira (6) do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, e pôs em órbita seis satélites norte-americanos Globalstar, anunciou a agência espacial russa Roskosmos.

"O lançamento do foguete Soyuz, através de um módulo de propulsão Fregat, pôs em órbita seis satélites de telecomunicações Globalstar-2 e ocorreu às 20h04 [hora de Moscou, 14h04 no fuso de Brasília]", indicou comunicado da Roskosmos. "Após a desacoplagem do terceiro estágio do foguete, o módulo Fregat procedeu a propulsão dos satélites até a órbita prevista."

Citada pela agência de notícias Interfax, a Roskosmos anunciou em seguida que dois dos seis satélites tinham sido colocados em órbita. 

O lançamento estava previsto para a última terça-feira (5), mas foi suspenso devido a condições meteorológicas desfavoráveis. Este lançamento ocorreu tendo como pano de fundo uma má fase da Rússia neste setor nos últimos anos.

Má fase russa

O último revés até agora tinha ocorrido na última sexta-feira (1º), quando um foguete russo-ucraniano Zenit, transportando um satélite americano, caiu no oceano Pacífico logo após o seu lançamento da plataforma flutuante Sea Launch.

Os outros problemas provocaram a perda de vários satélites e equipamentos, principalmente de uma nave de carga que deveria abastecer a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

Em novembro de 2011, a Rússia também perdeu sua sonda marciana Fobos-Grunt. Lançada por um foguete Zenit, a partir do cosmódromo de Baikonur, esta sonda não conseguiu se libertar da atração terrestre e seus fragmentos caíram no oceano Pacífico.

Mais Tilt