Topo

Senadores dos EUA cobram de governo Trump fim de licenças de comércio para Huawei

21/11/2019 18h33

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - Um grupo bipartidário de 15 senadores dos Estados Unidos cobrou do Departamento de Comércio do país a suspensão de emissão de licenças de comércio para empresas norte-americanas conduzirem negócios com a fabricante chinesa de equipamentos para telecomunicações Huawei.

Em carta enviada nesta quinta-feira ao presidente dos EUA, Donald Trump, os senadores afirmam que o governo deveria interromper a emissão das licenças até que possa fornecer ao Congresso "um relatório que especifique os critérios" para a concessão ou não das licenças. Os senadores citam riscos à segurança dos EUA.

O governo Trump anunciou na quarta-feira que começou a emitir licenças para permitir que alguns fornecedores retomem vendas para a Huawei depois que a companhia chinesa foi colocada por Washington em uma lista negra comercial seis meses atrás.

Um representante do governo dos EUA afirmou que cerca de 300 pedidos de licença foram feitos e que cerca de metade deles foram processados. Dos pedidos processados, metade foi aprovada.

A carta, que foi assinada pelo líder democrata no Senado, Chuck Schumer, e pelo senador republicano Tom Cotton e fornecida à Reuters, exige que os líderes do Congresso dos EUA sejam notificados "antes da emissão de qualquer licença que permita que empresas dos EUA vendam componentes para a Huawei e suas afiliadas".

A carta afirma que as licenças permitirão à "Huawei continuar a representar uma ameaça séria à infraestrutura de telecomunicações dos EUA e à segurança nacional de maneira mais ampla".

A Casa Branca não comentou o assunto.

Tilt