Topo

Estudo aponta que pessoas que usam mais emojis fazem mais sexo

Os emojis - Emojipedia Sample Image Collection/Reprodução
Os emojis Imagem: Emojipedia Sample Image Collection/Reprodução

Caio Coletti

De Tilt, em São Paulo

20/08/2019 08h26

Uma pesquisa curiosa do The Kinsey Institute, em Chicago (EUA), um dos mais respeitados centros de estudo sobre sexualidade do mundo, apontou uma conexão entre o uso frequente de emojis e a assiduidade sexual.

Segundo o levantamento com mais de 5.000 adultos norte-americanos, quem usa mais das famosas figurinhas dos smartphones costuma ter mais encontros, e fazer mais sexo. Os resultados do estudo foram publicados no periódico científico PLoS One.

Entre os que responderam à pesquisa, 38% disseram nunca usar emojis em suas mensagens, 29% disseram que os usam raramente, e 28% regularmente. 3% disseram usar pelo menos um emoji em toda mensagem que mandam, e 2% disseram que usam mais de um.

Em geral, as pessoas que disseram usar mais emojis também reportaram mais primeiros encontros, e mais parceiros sexuais. Por fim, foi descoberto que as pessoas que usam emojis com os seus "crushes" têm mais chance de conseguir um segundo encontro.

O estudo não mergulhou nas nuances do uso dos emojis, ou perguntou qual das figurinhas os participantes mais usavam. Os pesquisadores tentaram, no entanto, explicar a conexão entre as duas coisas.

Essencialmente, o texto diz que emoijs podem ser ferramentas valiosas de conexão íntima e emocional através do celular. As expressões não-verbais providas pelos emojis ajudam a amplificar mensagens positivas e suavizar mensagens negativas.

Mais Tilt