Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

Não é só você! Seus eletrônicos também sofrem com o verão; veja cuidados

Cuidado, as altas temperaturas fazem mal para os seus eletrônicos - iStock
Cuidado, as altas temperaturas fazem mal para os seus eletrônicos Imagem: iStock

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/01/2019 04h00

Não é só você que sofre com as altas temperaturas do verão. Os eletrônicos da sua casa, como televisão, computador e celular, também enfrentam as consequências do calor. Isso acontece porque a alta temperatura diminui o tempo de vida útil dos semicondutores (basicamente, os chips) presentes nesses aparelhos.

"Para termos uma ideia de como a temperatura afeta dispositivos eletrônicos, convém lembrar que até mesmo a rede elétrica se torna menos eficiente com o calor, uma vez que a temperatura gera um aumento da resistência dos fios", explica Luiz Carlos Kretly, professor da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Unicamp.

Outros aparelhos que tendem a "sofrer" com o calor são aqueles que têm baterias, já que elas se degradam com mais rapidez nessas condições e tendem a ter seus ciclos de carga abreviados. Equipamentos que utilizam coolers para sua refrigeração também são prejudicados. Normalmente, notamos que esses pequenos ventiladores trabalham mais intensamente em dias quentes, já que a necessidade de amenizar a temperatura dos componentes internos é maior. 

"Em casos extremos, o calor pode causar desligamentos e travamentos repentinos, chegando até mesmo a provocar a queima do aparelho", aponta João Carlos Lopes Fernandes, professor do curso de Engenharia de Computação do Instituto Mauá de Tecnologia.

"Uma solução possível é usar coolers externos e manter esses aparelhos em uma área arejada, que garanta um bom fluxo de ar", recomenda Kretly. Também é importante evitar o uso de notebooks sobre a cama ou superfícies que retêm o calor, como tecidos. 

Além do calor

Outro ponto que merece atenção é a incidência direta de luz solar sobre aparelhos. Isso, claro, vale para todas as épocas do ano, mas tende a ser uma situação recorrente no verão. 

Além de fazer com que os aparelhos esquentem mais, a luz solar também causa outros efeitos indesejados. "Os raios ultravioletas degradam plásticos e, em casos extremos, podem afetar a transparência das telas de aparelhos como celulares", explica Kretly. 

O verão também é uma estação úmida e isso demanda um cuidado adicional. "A combinação entre umidade do ar elevada e poeira acumulada no interior dos aparelhos é um problema. Isso porque ela tende a ficar úmida rapidamente nesses períodos do ano e isso pode causar uma oxidação prematura dos componentes", aponta Fernandes. 

É uma situação que pode ser contornada de maneira simples ao limpar os aparelhos com frequência, evitando assim o acúmulo de pó. 

Choque térmico?

Por fim, temos uma situação que é bastante comum: as oscilações de temperatura em ambientes provocadas pela utilização de equipamentos de refrigeração como ar-condicionado. É natural temermos que algum "choque térmico" ocorra com os aparelhos nessas situações, porém a preocupação não se justifica. 

"A oscilação de temperatura pode provocar stress nos componentes, mas isso não é algo que mereça preocupação ou que influencie na vida útil de um aparelho mais do que a exposição ao calor intenso", salienta Kretly. Ou seja: não precisa ter medo de usar seu notebook dentro daquela sala que está fresquinha por causa do ar-condicionado. 

Mais Produtos