PUBLICIDADE
Topo

Britânica baixa músicas no iPhone em viagem, e conta passa de R$ 9.600

Professora britânica Katie Bryan conseguiu reduzir a conta de 2.609,31 libras (cerca de R$ 9.650) para 400 libras (cerca de R$ 1.480) - Reprodução/Daily Mail
Professora britânica Katie Bryan conseguiu reduzir a conta de 2.609,31 libras (cerca de R$ 9.650) para 400 libras (cerca de R$ 1.480) Imagem: Reprodução/Daily Mail

Do UOL, em São Paulo

14/04/2014 12h02

A professora britânica Katie Bryan, 43, recebeu uma conta telefônica de 2.609,31 libras (cerca de R$ 9.650) após baixar músicas em seu iPhone durante uma viagem à África do Sul. Segundo a operadora Orange, o montante se justifica porque a cliente fez um download de 326 MB de dados em roaming (quando o celular está fora da área local de seu número).

Ao “Daily Mail”, Katie contou que comprou na loja virtual iTunes um álbum com as melhores canções de Neil Diamond – a coletânea custou 8,99 libras (cerca de R$ 33,2).

Depois de diversas reclamações, ela conseguiu chegar a um acordo com a empresa, que concordou em reduzir a conta para 400 libras (cerca de R$ 1.480). “Oferecemos uma redução significativa na conta e ela ficou feliz com a solução”, disse um porta-voz da Orange ao “Daily Mail”. A publicação não informa quando foi feito o download ou quanto tempo levou para o acordo.

“Não tinha uma música específica que eu queria ouvir. Nem sou tão fã de Neil Diamond”, relatou Katie. Ela decidiu fazer a compra quando estava com a família de seu namorado, natural da África do Sul. Todos na casa revezavam o uso de um dock de iPod, para tocar as músicas de seus gadgets, e ela decidiu fazer o mesmo.

Quando comprou o álbum, Katie disse ter recebido uma mensagem embaralhada da Orange referente ao download – segundo ela, não havia nenhuma informação sobre preço. Conforme foi baixando as músicas, processo que levou entre 15 e 20 minutos, a professora recebeu diversos avisos que havia usado 10, 20, 50, 100, 150 e 150 MB de dados.

“Quando cheguei em casa, recebi uma ligação da Orange, dizendo que eu tinha uma conta alta. Eu ri, porque achei que eles estavam falando de 94.68 libras [cerca de R$ 350], valor bem mais alto do que as 35 libras [cerca de R$ 130] mensais, da minha conta normal. Em momento algum eles me disseram o valor”, relatou. Ela só descobriu o montante ao entrar no internet banking e ver o pagamento.

Seu banco conseguiu reaver a quantia, mas a operadora continuou insistindo para que a professora pagasse todo o valor. Depois de fazer algumas reclamações, a professora conseguiu que o valor da conta fosse reduzido.