PUBLICIDADE
Topo

Criadora do bichinho virtual lança aplicativo do Tamagotchi para Android

Do UOL, em São Paulo

14/02/2013 13h09Atualizada em 14/02/2013 13h29

O aplicativo Tamagotchi agora conta com uma versão oficial para a plataforma Android. Lançado nesta quinta-feira (14), o programa foi desenvolvido pela Bandai (criadora do brinquedo na década de 90) e Sync Beatz Entertainment e está disponível para download no Google Play (loja de aplicativos móveis do sistema operacional Android). A reportagem tentou baixar o programa em um smartphone com o sistema do Google, mas não foi possível por ainda não estar disponível no país.

A Bandai foi consultada pela reportagem, mas a companhia ainda não respondeu se é um problema ou se o Tamagotchi não está disponível no Brasil. O software conta com duas versões: uma gratuita que exibe propagandas e outra paga (US$ 0,99), sem propagandas.

“A ideia foi baseada na jogabilidade do Tamagotchi original que todo mundo ama e conhece”, disse Shin Ueno, diretor de marketing da Sync Beatz. De acordo com o executivo, o aplicativo será atualizado a cada dois meses com novos recursos. 

  • Reprodução

    Telas do aplicativo Tamagotchi L.I.F.E. para o sistema operacional Android

Em breve, o software também deve ganhar uma versão para a plataforma iOS, da Apple.

No aplicativo, os usuários poderão ver seu “bichinho virtual” na tela do smartphone e terão que lembrar-se de alimentá-lo e colocá-lo para dormir. Além disso, o programa contará com um modo "retrô", que mostrará a mesma interface utilizada no dispositivo vendido no meio da década de 90. 

A versão para dispositivos móveis do bichinho virtual será chamada Tamagotchi L.I.F.E. A palavra japonesa Tamagotchi vem da junção de "tamago" (que significa ovo) com a palavra inglesa "watch" (que significa observar).

Segundo a Bandai, foram vendidas mais de 78 milhões de unidades do aparelho Tamagotchi no mundo.

O lançamento do aplicativo Tamagotchi L.I.F.E faz parte do aniversário de 16 anos do aparelho produzido pela Bandai. Além do software, a companhia deve licenciar produtos com a marca Tamagotchi ainda neste ano. 

  • Yuriko Nakao/Reuters

    Mulher segura aparelho Tamagotchi; dispositivo foi febre no meio da década de 90

(Com AP)