PUBLICIDADE
Topo

Facebook diminui autocontrole de usuários ao aumentar confiança com "curtidas", indica estudo

""Curtidas"" no Facebook de amigos próximos aumentam autoestima de usuários; no entanto, estão associadas a pessoas com baixo autocontrole - Think Stock
''Curtidas'' no Facebook de amigos próximos aumentam autoestima de usuários; no entanto, estão associadas a pessoas com baixo autocontrole Imagem: Think Stock

Do UOL, em São Paulo

16/01/2013 08h00

O aumento da autoestima de usuários em redes sociais, causado por “curtidas” no Facebook, e comentários positivos de amigos em redes sociais podem acabar diminuindo o autocontrole dessas pessoas – dentro e fora da vida online.

A conclusão é de um estudo conjunto das universidades de Pittsburgh e Columbia intitulado “São os amigos próximos o inimigo?”. A pesquisa indica também que o uso do Facebook por pessoas com fortes laços de amizade na rede social está associado a indivíduos com maior massa corpórea e com maiores níveis de dívidas no cartão de crédito.

Foram feitas cinco pesquisas separadas com 1.000 usuários do Facebook nos Estados Unidos. “Constatamos que as pessoas têm uma maior confiança quando se concentram na imagem que apresentam aos laços fortes nas suas redes sociais”, afirma Keith Wilcox, professor-assistente de marketing na Universidade de Columbia.

“Mesmo quando as pessoas compartilham a mesma informação positiva com pessoas com as quais têm laços fracos e fortes, elas se sentem melhor se essa informação é recebida com sucesso pelos amigos mais próximos”, completa.

Na pesquisa entre a relação da rede social com comportamentos associados ao baixo equilíbrio mental, participantes tiveram de responder a um questionário sobre peso, número de cartões de crédito e dívidas.

“Os resultados sugerem que o maior uso de redes sociais está associado a um maior índice de massa corporal, aumento de compulsão alimentar, menor pontuação de merecimento de crédito e maiores dívidas no cartão de crédito”, escrevem os pesquisadores.