PUBLICIDADE
Topo

Google Glass será vendido em caráter experimental por US$ 1.500

Sergey Brin, cofundador da empresa, com o Google Glass durante o evento anual para desenvolvedores - Reprodução
Sergey Brin, cofundador da empresa, com o Google Glass durante o evento anual para desenvolvedores Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

27/06/2012 15h45

Além de lançar o tablet Nexus 7 e apresentar o novo sistema Android, codinome Jelly Bean, o Google fez uma demonstração “grandiosa” do Glass, dispositivo parecido com óculos capaz de transmitir imagens em tempo real. A empresa anunciou que Google Glass estará à venda para participantes do Google I/O, em caráter experimental, por US$ 1.500.

Sergey Brin, cofundador do Google, iniciou a apresentação falando das demonstrações feitas até o momento do Glass. Então, começou uma videoconferência com paraquedistas que sobrevoavam o local do evento e usavam o Google Glass -- eles desceram no topo do Moscone Center, prédio onde a conferência anual era realizada.

Depois, um homem desceu de rapel do topo do prédio até o andar do salão da conferência. Em seguida, ele chegou de bicicleta até o local onde estava Brin e centenas de desenvolvedores. Todas essas imagens foram transmitidas ao vivo para a plateia, que aplaudiu a demonstração com entusiasmo. 

Segundo Brin, uma versão do óculos chamada Explorer Edition está disponível para pré-encomendas para desenvolvedores que participaram do Google I/O por US$ 1.500. A entrega do Google Glass aos compradores, no entanto, ocorrerá só no ano que vem. O executivo frisou que, por enquanto, o dispositivo não está disponível para o mercado consumidor.

Projeto antigo

O projeto do Google Glass começou há dois anos. Todos os componentes eletrônicos foram colocados todos de um lado só do dispositivo, criando um design assimétrico que, no entanto, permite vários formatos de armação para os óculos. O Glass também é leve, interferindo pouco no peso final do conjunto.

Segundo a empresa, os óculos são capazes de transmitir vídeo ao vivo, com áudio (tem um pequeno microfone embutido), além de ter um pequeno alto-falante, para que a pessoa possa se comunicar com os outros. Ele vem ainda com sensores como giroscópio, acelerômetro e bússola.

O objetivo, explica o Google, é que as pessoas possam transmitir informações muito rápido. Com um toque no Glass o usuário pode tirar uma foto, enviá-la para o Google Plus, além de participar de hang outs (videoconferências na rede social) usando o dispositivo portátil.