PUBLICIDADE
Topo

Na Nova Zelândia, bancos terão de publicar impacto dos investimentos no clima

14/04/2021 07h26

Wellington, 14 Abr 2021 (AFP) - A Nova Zelândia obrigará os bancos a divulgarem o impacto de seus investimentos na mudança climática, tornando-se o primeiro país do mundo a redigir uma lei que obriga o setor financeiro a ser transparente em temas ambientais - informaram as autoridades do arquipélago.

Segundo o ministro do Comércio, David Clark, com essa lei, bancos, seguradoras e firmas de investimento serão obrigados a informar as consequências de seus investimentos para a mudança climática.

"Ser o primeiro país do mundo a introduzir uma lei como essa significa que temos a oportunidade de mostrar uma liderança real e abrir caminho para que outros países tornem obrigatória a publicação de informações relacionadas ao clima", afirmou o ministro.

Clark destacou que o texto obrigará as instituições financeiras a levarem em consideração o real impacto de seus investimentos no clima e permitirá que a população os avalie.

O projeto de lei foi apresentado na segunda-feira (12) e, se aprovado, os informes sobre questões climáticas serão obrigatórios a partir de 2023.

O ministro da Mudança Climática, James Shaw, disse que esses relatórios anuais mostrarão que os investimentos com alta emissão de carbono serão menos atraentes, à medida em que as medidas de redução de emissões forem se tornando obrigatórias.

"Esta lei colocará os riscos climáticos no centro das decisões financeiras e comerciais", afirmou.

ns/dm/jah/juf/am/erl/tt