PUBLICIDADE
Topo

Tailandês é condenado a 30 anos de prisão por ofender família real na rede

Rei da Tailândia, Bhumibol Adulyade - Rachen Sageamsak/Xinhua
Rei da Tailândia, Bhumibol Adulyade Imagem: Rachen Sageamsak/Xinhua

Em Bangcoc

07/08/2015 11h05

A justiça da Tailândia condenou nesta sexta-feira (7) um homem a 30 anos de prisão por mensagens postadas no Facebook e consideradas insultuosas em relação à família real, uma das penas mais duras dos últimos anos.

Segundo o advogado de defesa, essa condenação bate um novo recorde de duração.

O homem de 48 anos foi condenado por ter postado seis mensagens e fotografias em setembro de 2013 e novembro de 2014.

Ele não poderá recorrer da sentença por esta ter sido ditada por um tribunal militar e pelas postagens terem sido feitas quando na Tailândia ainda estava vigente a lei marcial.

A família real tailandesa é protegida por uma das leis mais restritivas do mundo. O artigo 112 do código penal estabelece que qualquer pessoa que ofenda o rei, a rainha, seu herdeiro ou o regente enfrenta 15 anos de prisão para cada delito.