PUBLICIDADE

Topo

Estúdio de PUBG acusa Garena Free Fire por plágio e processa Apple e Google

Divulgação/Krafton
Imagem: Divulgação/Krafton

Amanda Fleure, do Start

Em São Paulo

14/01/2022 10h22

A Krafton alegou que a Garena utilizou vários elementos de PUBG dentro do Free Fire e infringiu uma série de copyright. Além dela, a Google e Apple também estão sendo processadas por venderem FF em suas lojas.

Conforme divulgado pela Reuters, a Krafton apontou que a Garena usou a estrutura, itens, equipamentos e locais do mapa de PUBG no Free Fire. Já a Apple e Google estão envolvidas por venderem o jogo em suas lojas e pelo YouTube, propriedade do Google, manter vídeos de gameplay.

A ação diz que a Garena teve mais de US$ 100 milhões (R$ 554 milhões) de receita vinda do Free Fire e Free Fire MAX nos três primeiros meses de 2021, por meio da Google Play e da App Store, sendo ambos infrações de copyright.

A Krafton solicitou que a Garena, Apple e Google parassem de vender como uma indenização pelos danos causados pelo jogo da Garena.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol