PUBLICIDADE

Topo

Mesmo bonito, Need for Speed: Hot Pursuit Remastered não vale o preço

Need for Speed Hot Pursuit Remastered - Divulgação/EA
Need for Speed Hot Pursuit Remastered
Imagem: Divulgação/EA

Rodrigo Lara

Colaboração para o START

15/11/2020 04h00

Confesso que um dos meus estilos de games preferido são os jogos de corrida. E aqui a lista engloba desde aqueles títulos mais descompromissados até simuladores que cobram o preço quando você não é perfeito.

Não à toa, fiquei contente quando anunciaram que Need for Speed: Hot Pursuit, game de 2010 para PC, PlayStation 3. Xbox 360 e Wii, ganharia uma versão remasterizada. Esse game, em especial, é um dos mais marcantes da extensa lista de jogos da série por dar uma outra dimensão à dinâmica de "polícia e ladrão" da franquia, por trazer carros com equipamentos que poderiam ser usados como armas e por ter sido produzido pela Criterion, que tem entre suas criações a franquia Burnout.

Uma vez instalado, a empolgação com o game, infelizmente, durou poucas curvas. Isso porque a melhor característica de Need for Speed: Hot Pursuit Remastered também a sua pior: ele é totalmente fiel ao game original, mas isso inclui não trazer praticamente nenhuma novidade.

E "quase nenhuma" não é exagero, não. Além dos gráficos envernizados, o game traz o sistema Autolog integrado entre todas plataformas onde Hot Pursuit Remastered pode ser jogado, mais de 30 novos desafios, multiplayer online "cross-platform" e todas as DLCs de conteúdo lançadas para o game original —o que, convenhamos, não é uma novidade, mas vamos ser generosos aqui.

Não há carros novos (apenas cores novas), não há conteúdo, de fato, inovador ou mudanças mais profundas. Sim, eu sei que é um "remaster" e não um "remake", mas o problema aqui é que o preço do jogo não parece considerar isso: começa em R$ 149 no PC e vai até os R$ 200 cobrados pela versão de PlayStation 4 —até o fechamento deste texto, o game não estava disponível no Nintendo Switch.

Além do aprimoramento gráfico, o game em si continua o mesmo. E isso vale tanto para a jogabilidade, com carros mais "pregados" no chão e que abusam dos drifts, quanto para a estrutura do jogo em si

O que você leva para casa

Need for Speed Hot Pursuit Remastered - Divulgação/EA - Divulgação/EA
Imagem: Divulgação/EA

De longe, o que mais chama a atenção em Need for Speed: Hot Pursuit Remastered é o visual. O game, que já era bem bonito à época, recebeu melhorias para alcançar a resolução 4K e rodar a 60 quadros por segundo. Isso, claro, se você estiver usando um PC, um PS4 Pro ou um Xbox One X (ou, ainda, um console de nova geração). E não ao mesmo tempo, já que nos consoles você terá que escolher entre 4K ou 60 fps.

Além do aprimoramento gráfico, o game em si continua o mesmo. E isso vale tanto para a jogabilidade, com carros mais "pregados" no chão e que abusam dos drifts, quanto para a estrutura do jogo em si.

Nesse ponto, a abordagem é extremamente direta e coloca o jogador num local chamado Seacrest County, um mapa recheado de estradas que envolve diversas regiões e cenários distintos, de montanhas a estradas litorâneas. Basta disputar e vencer as corridas disponíveis para ganhar carros e acabar abrindo outras provas.

Além de correr como um fora-da-lei, o jogador também pode encarnar o seu lado policial rodoviário e disputar as missões do "modo polícia", o que foi uma novidade na época. Nesse caso, claro, as tarefas envolvem "prender" (na base da destruição dos carros, diga-se) corredores ilegais e participar de simulações de interceptação.

Need for Speed Hot Pursuit Remastered - Divulgação/EA - Divulgação/EA
Imagem: Divulgação/EA

Tanto os carros "normais" quanto os de polícia têm equipamentos como tiras de espinhos e pulsos eletromagnéticos que podem ser usados contra adversários e criminosos/policiais.

Além das disputas para um jogador, o game traz o Autolog, uma tabela de líderes que funciona como uma espécie de modo multiplayer assíncrono. Na época, foi uma revolução e, em maior ou menor grau, virou um padrão em games de corrida.

Para a versão remasterizada do game, essa função ganhou o mesmo tratamento que o modo multiplayer do jogo, e agora você pode disputar os melhores tempos com seus amigos independentemente da plataforma nas quais eles jogam. Um incentivo a mais para as pessoas mais competitivas.

A realidade é que há pouquíssimos argumentos que justifiquem a compra do novo Hot Pursuit, além de um saudosismo exagerado

O peso dos anos

Need for Speed Hot Pursuit Remastered - Divulgação/EA - Divulgação/EA
Imagem: Divulgação/EA

Se essas características faziam de Need for Speed: Hot Pursuit o suprassumo dos games de corrida arcade em 2010, jogar a versão remasterizada em 2020 é como entrar em uma expedição arqueológica com uma pegada do tipo "olha, era assim que se fazia game de corrida antigamente". Isso pesa ainda mais para nós, brasileiros, já que o game não traz nem os textos do menu em português.

A realidade é que há pouquíssimos argumentos que justifiquem a compra do novo Hot Pursuit, além de um saudosismo exagerado. É claro que vivemos em um mundo livre e você faz o que bem entender com o conteúdo da sua carteira, mas se me permite, tenho algumas sugestões.

Quem tem um PC ou algum console da linha Xbox a partir do One pode, pelos mesmos R$ 200, jogar Forza Horizon 4 --que, inclusive, está no catálogo Game Pass--, um game infinitamente superior ao remaster de Need for Speed: Hot Pursuit.

Já quem tem um PlayStation 4 e é assinante PS Plus encontra Need for Speed Payback como um dos games "gratuitos" do serviço em novembro. Sei que ele passa longe de ser excelente, mas, ao menos, é um game com mecânicas mais modernas. E, bem, não vai custar R$ 200.

Need for Speed: Hot Pursuit Remastered

Lançamento: 06/11/2020
Plataforma: PC, PS4, Xbox One, Xbox Series S e X e Switch (lançamento dia 13 de novembro)
Preço sugerido: R$ 149 (PC), R$ 198,90 (PS4) e R$ 199 (Xbox One)
Classificação indicativa: Livre
Desenvolvimento: Criterion/Stellar Entertainment
Publicação: EA
Jogue também: Forza Horizon 4, Need for Speed Payback, Project Cars 3

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol