Topo

Reviews


PES 2020 foca na jogabilidade e bons gráficos, mas não escapa de bizarrices

Siga o UOL Start no

Vinicius Amado

Do START, em São Paulo

22/09/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Game de futebol da Konami traz jogatina sem firulas, valorizando toque de bola
  • Brasil comparece com times da Série A e B, além de estádios reproduzidos com fidelidade
  • Realismo dos jogadores, porém, tem altos e baixos: alguns são perfeitos, enquanto outros estão irreconhecíveis
  • Falta de licenças de grandes times também incomoda: Real Madrid tem nome e uniformes genéricos

Se você prefere um jogo de futebol sem muita firula, mais focado no passe, nos gráficos e nas campanhas, "eFootball PES 2020" pode ser a escolha ideal. Este ano, o game da Konami mudou de nome, veio cheio de times brasileiros e começou a mostrar um interesse maior no cenário de eSports.

Mas, apesar de "PES2020" reforçar as qualidades das edições anteriores e focar nos elementos do futebol virtual RAIZ, ele tem algumas incoerências de jogabilidade, principalmente em relação aos goleiros. Outros fatores que estragam um pouco a festa são a falta licenciamento de times importantes e o visual de muitos jogadores, que chega a dar medo!

O movimento de câmera tem pequenos atrasos que dão um toque de realismo, simulando a transmissão de TV - Reprodução
O movimento de câmera tem pequenos atrasos que dão um toque de realismo, simulando a transmissão de TV
Imagem: Reprodução

De qualquer forma, você vai ter muitos momentos de diversão ? ou raiva, se você for muito ruim na pontaria. A Konami apostou no coração dos brasileiros com os licenciamentos das séries A e B do Brasileirão, e oferece vários ícones da torcida como opção de técnico na Liga Master: Zico, Romário, Roberto Carlos e Bebeto.

Essas são as principais armas do PES para ganhar a preferência do público daqui em relação ao seu eterno rival FIFA, que lançou a demo da nova versão no mesmo dia do lançamento do eFootbal.

Cruyff leva o Belenenses ao topo do mundo

Mitos, lendas, ícones: quem você vai escolher para liderar seu time? - Divulgação
Mitos, lendas, ícones: quem você vai escolher para liderar seu time?
Imagem: Divulgação

A Liga Master é um modo que eu AMO DE PAIXÃO desde os tempos de moleque. Como regra pessoal, eu sempre escolho um time pequeno aleatório para consagrar e levar a topo do mundo, seja lá qual for o campeonato licenciado em questão. O time sorteado da vez foi o grandioso Belenenses, campeão do Português em 1946 e que teve o Ayrton Senna como adepto e sócio-torcedor nos anos 1980. (Informação útil para quando você for viajar para Portugal).

Assim que você dá o START no modo campanha, é possível escolher o técnico que será o seu representante no time. O game trouxe algumas LENDAS SAGRADAS da bola para você escolher. São elas: Cruyff, Maradona, Zico, Romário, Bebeto, Roberto Carlos, Matthaus e Gullit.

Como eu queria que o Belenenses, um gigante adormecido, tivesse uma reconstrução à la Barcelona nos anos 1990, achei que não havia ninguém melhor do que o holandês Johan Cruyff para isso, com seu melhor estilo terno e gravata (Você pode escolher colocar ele de camisa ou no estilo esportivo). Assim que definir o técnico, surge uma animação bem interessante do treinador conhecendo as instalações do clube, fazendo aquela resenha inicial com os jogadores e conversando com a direção do clube. Todos os diálogos são com legenda e sem dublagem, o que derruba a imersão no jogo. Em reunião com o presidente, porém, você tem diálogos interativos para definir as expectativas para o time na temporada. No caso dos Belenenses, o foco é ficar entre os 6 primeiros do campeonato no melhor estilo "ousado, mas sem ser vulgar". O técnico também passa por uma coletiva em que você também escolhe as respostas para a imprensa.

No Hub é possível gerenciar seu time e conferir a agenda do campeonato - Reprodução
No Hub é possível gerenciar seu time e conferir a agenda do campeonato
Imagem: Reprodução

Depois de estar ambientado no clube, é a hora de CONTRATAR! Sem brincadeira, é a parte mais difícil desta Liga Master, principalmente porque eu estava em um clube pequeno, o que torna praticamente IMPOSSÍVEL a contratação de um jogador grande. Mas não pense que conseguirá atrair jogadores famosos no Brasil também: eles não irão se seu time for pequeno. Na verdade, nem mesmo os jogadores medianos do campeonato Brasileiro vão topar. O jeito é apelar para os olheiros e atletas de clubes menores.

Outra opção é gerenciar o time com o elenco atual, trazendo alguns reforços apontados pelos olheiros. A partir do momento que seu time começa a conquistar campeonatos, o cenário começa a melhorar nas negociações, mas ainda assim, a grandeza do time seguirá influenciando e MUITO o ritmo da coisa.

Exatamente por essa questão da montagem do elenco, o processo de ascensão do time fica um pouco mais lento e, de certa forma, mais próximo do que pode acontecer na vida real. No caso dos Belenenses, o nosso prôfe Cruyff não conseguiu chegar ao topo do Portuguesão na primeira temporada, muito menos da Europa. Vou precisar de mais tempo trabalhando o time e torcendo para ser o próximo Barça.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Jogabilidade no melhor estilo PES

Não é de hoje que sabemos que PES não é o jogo ideal para quem gosta de firulas no futebol. Apesar de ter seus recursos de drible, o jogo incentiva muito a trocação de passes, o jogo tático e físico. Isso fez com que eu demorasse para me adaptar ao estilo do jogo nas primeiras partidas.

Ações como direcionar a bola em passes, chutes e cruzamentos exige uma precisão maior nos botões analógicos e na intensidade da ação. Nas primeiras partidas pode ser que você sinta um pouco de dificuldade para acertar passes ou até mesmo o gol. Eu mesmo demorei um pouco para encontrar o caminho das redes.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Nesses erros iniciais de controle, Milton Leite e Mauro Betting, que voltam com narração e comentários, não perdoam e vão te criticar. Mas tudo bem, depois de um tempo você até para de prestar atenção porque vai ouvir muitas falas repetidas, já que falta um repertório maior de frases da dupla.

A movimentação dos goleiros durante as defesas também chamou minha atenção. Em muitos momentos, é possível ver os goleiros parecendo bonecões indo na bola com o braço curto. Se o PES tem a premissa de tornar o jogo algo próximo da realidade, ainda falta melhorar bastante esses movimentos.

Visual para aplaudir de pé

Camp Nou, do Barcelona, é um dos destaques. Brasil comparece com São Januário, Arena Corinthians, Allianz Parque, Palestra Itália, Beira-Rio, Vila Belmiro, Toca da Raposa III, Morumbi e Maracanã - Divulgação
Camp Nou, do Barcelona, é um dos destaques. Brasil comparece com São Januário, Arena Corinthians, Allianz Parque, Palestra Itália, Beira-Rio, Vila Belmiro, Toca da Raposa III, Morumbi e Maracanã
Imagem: Divulgação

Em questão visual, PES se sustenta muito bem nas últimas gerações: é aquele gráfico que te deixa de boca aberta. Nesta edição não é diferente. Os gráficos são impressionantes, e o trabalho de iluminação e a nova câmera no game fazem você achar, por um instante, que está vendo um jogo de verdade. A decisão de colocar um certo atraso em algumas mudanças de câmera, inclusive, foi proposital, para simular uma transmissão mais realista.

Maaaas, falando em realismo, chegamos aos jogadores. Acho que não dá para acertar com TODOS OS JOGADORES DA TERRA, certo?

Você vai ter dificuldade em reconhecer alguns jogadores, e em alguns momentos pode achar uns clones pelo game, porque provavelmente rolou um CTRL+C/CTRL+V. O mais estranho é a presença de alguns desses casos em times brasileiros que têm parceria com a Konami, como o Bruno Henrique no Flamengo.

A treta das licenças

O goleiro do Cruzeiro foi um dos que não passou no teste de realismo aqui no START - Reprodução
O goleiro do Cruzeiro foi um dos que não passou no teste de realismo aqui no START
Imagem: Reprodução

Todos os anos também entram em debate as atualizações de licenças entre PES e FIFA. Nesta edição, Juventus e Liverpool protagonizaram a briga da vez. O time de CR7 fechou um acordo de exclusividade com a Konami, enquanto o atual campeão da UEFA Champions League, Liverpool, só pode ser encontrado na EA.

Além do Liverpool, existem alguns times importantes que não serão encontrados com seu nome tradicional, como o Manchester B. (Manchester City), Liverpool R (Liverpool) e Madrid Chamartin B (Real Madrid). Além dos nomes e logos diferentes, o uniforme desses times também é genérico. Quem mais sai perdendo é o gamer, uma vez que jogar com o Vinícius Jr com um uniforme genérico e um nome aleatório é horrível.

De qualquer forma, a Konami acertou ao trazer as licenças dos times brasileiros e alguns estádios da Série A. Os estádios nacionais presentes no jogo são: São Januário, Arena Corinthians, Allianz Parque, Palestra Itália, Beira-Rio, Vila Belmiro, Toca da Raposa III, Morumbi e Maracanã. O Palestra Itália, antigo estádio do Palmeiras, envolveu um trabalho grande da desenvolvedora para recriar o local, demolido para a construção do Allianz Parque.

A sagrada hora do X1

PES 2020 ainda conta com outros modos de jogo: o My Club, que não trouxe grandes surpresas, o já tradicional Rumo ao Estrelato e o eFootball, que assumiu as partidas online. A mudança no nome mostra uma estratégia da Konami em direcionar o jogo ainda mais para o mundo competitivo. Ainda precisamos ver como o cenário vai se adaptar às mudanças, mas se você gosta de jogar online, vai se divertir podendo enfrentar jogadores em partidas simples ou até campeonatos.

Nos modos online, o mais divertido é o Matchday. Semanalmente é criado um evento envolvendo times ou um campeonato. Você escolhe o seu lado do confronto e começa a competir online, contribuindo para a pontuação grupo. O time que tiver mais pontos vai para a grande final com uma vantagem. Além disso, os jogadores que tiverem contribuído com mais pontos para o grupo serão escolhidos para disputar a final, que é transmitida no modo Matchday.

eFootball PES 2020

Divulgação
Imagem: Divulgação
"PES 2020" dispensa malabarismos com a bola e propõe um jogo que valoriza mais a troca de passes, com duelos muitas vezes truncados no meio-campo. A Liga Master é o grande destaque, com a introdução de lendas do futebol como técnicos, mas fica devendo em diálogos e interações com as personalidades. Já no modo online, o game traz novidade com eventos focados em campeonatos e times. A Konami também deu um foco grande ao público brasileiro com o licenciamento das séries A e B do Campeonato Brasileiro e a parceria com times como o Flamengo.

Lançamento: 10/09/2019
Plataformas: PC, Xbox One e PS4
Preço sugerido: R$ 179 (versão Standard)
Classificação indicativa: Livre
Desenvolvimento: PES Productions
Produtora: Konami

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

Reviews