PUBLICIDADE

Topo

SSX: Deadly Descents

Claudio Prandoni

do UOL, em São Paulo

22/05/2012 13h01

Com o perdão do trocadilho, a série "SSX" ficou cinco anos na geladeira e isso foi muito saudável. Esta nova versão aproveita muito bem o potencial dos atuais consoles para criar gráficos lindos, mas sem deixar de lado a viciante mecânica de combos e manobras malucas. A tudo isso se alia um inteligente componente online, que integra recordes de seus amigos de forma natural às provas. Só faltou mesmo ter a opção de disputas online em tempo real, enfrentando camaradas na hora mesmo.

Introdução

O excesso de jogos de esportes radicais na geração anterior, de PS2, GameCube e Xbox, resultou em poucos títulos do gênero nos atuais consoles. Anos se passaram e fãs de snowboard começaram a sentir falta de um título do gênero, necessidade esta que o novo "SSX" busca saciar.

Com um extenso modo campanha e muitos desafios online, colocando aí na receita os recordes de seus amigos, "SSX" busca oferecer uma experiência que vai direto ao ponto, focando em manobras mirabolantes, mas também com uma pitada de variedades em alguns percursos específicos.

Pontos Positivos

Controles divertidos

Jogabilidade sempre foi o elemento mais importante em um game de esportes radicais e é bacana ver que a Electronic Arts não esqueceu disso neste novo "SSX". Descer montanhas nevadas em cima de uma prancha é prazeroso, assim como fazer truques mil em pleno ar ou deslizando sobre troncos de árvores e trilhos de metal.

Com a alavanca da esquerda é possível fazer combinações com a alavanca da direita ou os botões tradicionais e realizar uma imensa variedade de manobras. Quanto mais truques, maior sua barra de turbo (que permite acelerar) e também o medidor de combos que, por sua vez, ao alcançar um nível maior, possibilita fazer movimentos ainda mais ousados e malucos - que, claro, rendem mais pontos.

O modo campanha oferece um tour agradável por tudo que "SSX" tem a oferecer, incluindo aí fases especiais chamadas Deadly Descents, que possuem características próprias, como trechos de gelo, muitas árvores ou coisas do tipo. Cada uma destas pistas afeta a jogabilidade de maneira única e ajudam a mudar um pouco o ritmo e evitar repetição e mesmice.

Integração online

O aclamado "Need for Speed: Hot Pursuit" debutou o sistema de Autolog, que registra e compara recordes de amigos com seus próprios tempos, e a EA tem se esforçado para levar isso a outras produções da casa. "SSX" apresenta uma versão refinada da ferramenta, integrando elementos online com o próprio jogo.

Durante a campanha é possível ver tempos de seus amigos e tentar batê-los, enquanto as disputas livres buscam ainda mais recursos da rede online para inserir no game, como fantasmas de seus rivais. O sistema é inteligente ao trazer dados comuns em jogos deste tipo, mas de forma dinâmica, já que recordes são batidos com frequência e novos fantasmas de pistas são registrados por outros amigos que joguem o "SSX".

Para o sistema ficar ainda mais completo só faltou mesmo uma opção de convidar oponentes para disputar nas pistas em tempo real, no momento em que se joga mesmo. Do jeito que está, só é possível disputar velocidade contra fantasmas.

Belo visual

"SSX" é um tipo de jogo que realmente se beneficia do grande poder gráfico dos atuais consoles. O snowboard da EA não faz nada de revolucionário, mas impressiona e agrada com suas amplas montanhas cobertas de neve, florestas apinhadas e efeitos de luz durante as manobras malucas. E tudo isso rodando liso, sem quedas de velocidade.

Pontos Negativos

Falta de equilíbrio

"SSX" apresenta um sistema de evolução, em que você conquista níveis e, com isso, ganha dinheiro e novas opções de equipamentos para comprar. A idéia é boa e empolga a princípio, possibilitando comprar itens para se adaptar a diferentes tipos de provas, mas conforme a história avança isso passa a não fazer diferença. O motivo? Excesso de dinheiro. Em certo ponto, você ganha tantos créditos que não há mais o que fazer com eles.

O desequilíbrio pontua também a própria campanha principal, com uma dificuldade que oscila muito. Em dado momento você encara uma corrida fácil e tranquila, enquanto o próximo desafio é uma descida pra lá de complicada.

Nota: 8 (Ótimo)