PUBLICIDADE
Topo

Brasil leva prêmios de melhor comédia e telenovela no Emmy Internacional

24/11/2020 14h38

Nova York, 23 nov (EFE).- Na primeira cerimônia de entrega do Emmy Internacional realizada de forma virtual, devido à pandemia de covid-19, realizada nesta segunda-feira, o Brasil, que contava com indicados em sete das 11 categorias na edição de 2020, teve produções premiadas nas categorias de Melhor Comédia, com a série "Ninguém Tá Olhando", da Netflix, e de Melhor Telenovela, com "Órfãos da Terra", da Rede Globo.

Produções brasileiras também concorreram nas categorias Programa de Arte, com o filme "Refavela 40" (HBO Brasil); Melhor Atriz, com Andrea Beltrão pela série "Hebe" (Rede Globo); Filme/Minissérie para TV com "Elis - Viver É Melhor Que Sonhar" (Rede Globo); Programa de Entretenimento sem Roteiro com "Canta Comigo" (TV Record); e Melhor Ator com Raphael Logam por seu papel na segunda temporada da série "Impuros" (Globoplay).

ÓRFÃOS DA TERRA.

A novela da Rede Globo, que foi transmitida entre abril e setembro de 2019 e contou com uma parceria inédita com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), tratava sobre o tema da imigração e dos traumas e dificuldades dos cidadãos de diversos países que se veem obrigados a deixar seu lugar de origem devido à fome e à guerra para tentar refazer suas vidas no Brasil.

O enredo criado por Duca Rachid e Thelma Guedes gira em torno dos personagens Laila Faiek e Jammil Zarif, uma síria e um libanês interpretados por Julia Dalavia e Renato Góes, que se apaixonam à primeira vista em um campo de refugiados e se reencontram no Brasil, país ao que a jovem e seus pais se mudam para escapar da guerra e da ira de um poderoso sheik.

O elenco, dirigido por André Câmara ao longo de cerca de 150 capítulos, contou com nomes como Herson Capri, Letícia Sabatella, Paulo Betti, Eliane Giardini, Carol Castro, Flávio Migliaccio e o refúgiado sírio Kaysar Dadour, que venceu o Big Brother Brasil em 2018.

O intérprete de Jammil escreveu no Twitter para comemorar a vitória.

"Ganhamos!! Órfãos da Terra acaba de ganhar o Emmy e eu to muito feliz!!! Uma explosão de orgulho e gratidão!! Obrigado meu Deus!! #OrfãosDaTerra #iEmmyWin", disse Kaysar.

Já a protagonista Julia Dalavia postou em sua conta no Instagram fotos em que comemora o prêmio com uma taça de espumante.

"Gratidão IMENSA a toda nossa equipe, autoras, direção, produção e todos que nos acompanharam nessa viagem! Que delícia", escreveu a atriz na legenda.

NINGUÉM TÁ OLHANDO.

A série cancelada pela Netflix após a temporada de estreia, disponibilizada pela plataforma de streaming em 2019, é protagonizada por Victor Lamoglia, que interpreta Ulisses, um anjo da guarda novo no "Sistema Angelus" que decide quebrar todas as regras oficiais de proteção dos humanos por não concordar com elas.

A obra de ficção criada por Daniel Rezende, Carolina Markowicz e Teodoro Poppovic, única produção brasileira da plataforma a ser indicada ao Emmy Internacional, conta com também com as atrizes Júlia Rabello e Kéfera Buchmann no elenco.

A influenciadora digital, com mais de 13,2 milhões de seguidores no Instagram, usou a rede social para comemorar a vitória postando uma série de vídeos em que se diz muito emocionada. Em um deles a também cantora e escritora mostra como está tremendo com a notícia e até chora "de felicidade".

"EU NUNCA GRITEI TANTO NA VIDA! GANHAMOS O EMMY INTERNACIONAL", escreveu junto a um vídeo que mostra o momento em que o vencedor da categoria "Melhor Comédia" foi anunciado.

Lamoglia, por sua vez, também usou a mesma rede social para comemorar; "OS CANCELADOS SERÃO EXALTADOS. Ninguém Tá Olhando acaba de ganhar MELHOR COMÉDIA do ano no IEMMY!".

Além disso, o ator, de 27 anos, também publicou na mesma rede social vídeos e imagens da época da gravação da série para celebrar a vitória.

CERIMÔNIA VIRTUAL.

Devido ao novo coronavírus, a 48ª cerimônia de entrega do Emmy Internacional foi realizada no Hammerstein Ballroom, em Nova York, e contou apenas com a presença do apresentador do evento, o ator americano Richard Kind, e de outros artistas que anunciaram os ganhadores de cada categoria.

Entre eles estava o brasilero Cauã Reymond, que revelou a vitória de "Responsible Child" (Reino Unido) na categoria Filme/Minissérie para TV, que tinha "Elis - Viver É Melhor Que Sonhar" como concorrente.

A cerimônia de entrega dos prêmios mais importantes da televisão durou pouco mais de uma hora, e cada um dos vencedores pôde participar através de uma vídeoconferência de 45 segundos para expressar seus agradecimentos, tempo que nas edições anteriores era de 30 segundos.

Kind, conhecido por seu papel em séries como "Mad About You", "Spin City" e "Curb Your Enthusiasm", deu início ao evento contando como passou as primeiras semanas de quarentena, e ressaltou que. graças a esse período, ele foi capaz de conhecer um grande número de programas de televisão internacionais.

"O melhor de tudo é que assisti vocês, programas que nunca pensei que veria", disse o ator de 64 anos.

Além disso, antes de prosseguir com a premiação, Kind também discursou sobre a importância da unidade e da cooperação na luta contra a pandemia e contra as mundanças climáticas.

OUTROS PREMIADOS.

Na categoria Melhor Série de Drama, o prêmio mais cobiçado da noite, a vencedora foi a indiana "Delhi Crime", produção da Netflix escrita e dirigida por Richie Mehta, que narra o caso do estupro brutal seguido pelo assassinato de uma jovem de 23 anos em um ônibus em Nova Delhi em 2012.

"Este projeto foi liderado por mulheres, financiado e montado por mulheres. Esse crime foi solucionado por mulheres, e isso se deve à coragem dessas mulheres e de todas as mulheres que não só têm que sofrer com a violência que tantos homens exercem contra elas, mas também a tarefa de resolver o problema", disse Mehta sobre a prevalência de crimes sexuais na Índia durante seu discurso de agradecimento.

No entanto, o Reino Unido foi o grande vencedor da noite com quatro prêmios, incluindo o de Melhor Ator, que foi para Billy Barratt, de 13 anos, por seu papel em "Responsible Child", produção vencedora da categoria Filme/Minissérie para TV.

A inglesa Glenda Jackson, de 84 anos, ganhadora do Oscar e do Tony Awards, foi escolhida como Melhor Atriz pelo filme "Elizabeth is Missing", exibido pela BBC One em dezembro de 2019, que conta a história de uma idosa que sofre de demência e decide descobrir o que aconteceu com sua amiga Elizabeth, que desapareceu misteriosamente.

Já a produção britânica "For Sama", que narra a vida de uma jovem de Aleppo durante a guerra da Síria, ganhou o prêmio de Melhor Documentário, após ter vencido o BAFTA na mesma categoria este ano.

A Melhor Série de curta duração foi "#Martyisdead" (República Tcheca), o Melhor Programa de Entretenimento sem Roteiro foi para "Old People's Home For 4 Year Olds" (Austrália), e o Melhor Programa de Arte "Vertige De La Chute" (França).

Na categoria Melhor programa no Horário Nobre Americano em língua não-inglesa as emissoras Univisión, pela emissão do Grammy Latino, e Telemundo, pela segunda temporada de "La Reina del Sur", dividiram o prêmio.

PRÊMIO HONORÁRIO DO FUNDADOR.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, recebeu o Prêmio Honorário do Fundador pelas 111 coletivas de imprensa "sinceras e inspiradoras" que ofereceu de forma consecutiva durante os piores meses da pandemia no estado de Nova York, e que foram acompanhadas por mais 59 milhões de pessoas.

Para reconhecer seu papel, nova-iorquinos famosos como Spike Lee, Robert De Niro, Rosie Perez, Ben Stiller, Billy Crystal e Billy Joel apareceram em um pequeno vídeo.

"Você é o epítome da resistência de Nova York, você nos deu clareza, verdade e liderança quando não recebíamos de Washington", disse Crystal.

Em seu discurso de agradecimento, Cuomo lembrou que suas entrevistas coletivas traziam "verdade e estabilidade reais, e que, às vezes, isso é suficiente".

"A covid-19 entrará para a história como uma das experiências mais difíceis em gerações. Foi um momento muito sombrio, mas o que me impressiona é que nos piores momentos é quando você vê o melhor de cada um", disse o governador , que quis homenagear os médicos, enfermeiras e todos os trabalhadores da saúde e prestadores de serviços básicos.

"Dê amor, receba amor. Vamos superar isso juntos e, por isso, seremos mais fortes", concluiu Cuomo.