PUBLICIDADE
Topo

Armeira de 'Rust' diz que 'não verificou muito' arma antes de tiro fatal

Caso Baldwin: Hannah Reed era encarregada do armamento do filme "Rust" - Reprodução/Instagram
Caso Baldwin: Hannah Reed era encarregada do armamento do filme "Rust" Imagem: Reprodução/Instagram

Em Los Angeles

30/11/2021 23h27Atualizada em 01/12/2021 16h30

A profissional encarregada das armas no set do filme "Rust" disse à polícia que antes do disparo ela "não verificou muito bem" a arma com a qual o ator Alec Baldwin feriu fatalmente a diretora de fotografia da produção.

Hannah Gutierrez-Reed, armeira do faroeste de baixo orçamento, foi questionada por investigadores que tentavam entender como balas reais foram introduzidas no set no Novo México, onde o filme produzido por Baldwin era gravado.

Em 21 de outubro, a diretora de fotografia Halyna Hutchins morreu após ser baleada por Baldwin, que estava ensaiando uma cena em que deveria atirar em direção à câmera.

De acordo com um depoimento divulgado ontem, Gutierrez-Reed afirmou à polícia que carregou a Colt .45 com cinco balas falsas antes de parar para almoçar.

Depois do almoço, o revólver foi retirado de um cofre e Gutierrez-Reed acrescentou outra bala antes de entregá-lo a outro membro da equipe. Logo depois, escutou um tiro no set.

A armeira reconheceu que "não verificou muito bem" a arma porque ela havia permanecido guardada durante o almoço. "Estávamos com a arma o tempo todo antes disso, e não estava lá, e eles nem deveriam puxar o martelo" da arma, explicou.

A polícia apreendeu mais de 500 balas no local de filmagens, algumas falsas e outras que suspeitam serem reais.

Os investigadores compartilharam nesta terça novos detalhes sobre a possível origem das balas de verdade. A munição usada pela produção vinha de várias fontes, incluindo Seth Kenney, um fornecedor de armas no estado do Arizona.

Kenney disse à polícia que pode ter entregue "munição recarregada" para o set de "Rust", um termo que se refere a balas que são montadas a partir de suas partes componentes, em vez de balas reais fabricadas em massa.

Thell Reed, pai de Gutierrez-Reed e um armeiro veterano, contou que deu munição "não feita de fábrica" a Kenney durante um filme em que trabalharam juntos anteriormente, e que a mesma não foi devolvida.

Os promotores do caso não descartam acusações criminais contra nenhuma das pessoas envolvidas na tragédia de "Rust", incluindo Baldwin e Gutierrez-Reed, que já respondem a pelo menos dois processos civis.