PUBLICIDADE
Topo

Roteiro de 'Rust' não previa disparos em cena pré-tragédia, diz processo

O ator norte-americano Alec Baldwin - Getty Images
O ator norte-americano Alec Baldwin Imagem: Getty Images

Colaboração para Splash, em São Paulo

19/11/2021 11h36

Um mês após a tragédia no set de 'Rust', em que Alec Baldwin acidentalmente acertou um disparo na diretora fotográfica, Halyna Hutchins, e a matou, surgiram novos detalhes sobre a investigação do caso. O ator foi afetado por uma nova ação judicial que aponta que durante a cena que antecedeu a tragédia o uso de armas ou qualquer tiroteio não estava previsto.

Mamie Mitchell, supervisora de roteiro do filme, entrou com uma nova ação contra Baldwin explicando o que eles deveriam ter gravado antes do disparo que acertou Halyna.

No processo, que foi noticiado pelo 'The Hollywood Reporter', Mitchell afirma que a cena que Alec Baldwin estrelou consistia em três tomadas simples a serem registradas: Os olhos de Baldwin, uma mancha de sangue em seu ombro e ele sacando sua arma.

"Não havia nada no roteiro sobre a arma ser disparada por Alec Baldwin ou qualquer outra pessoa. Antes de Baldwin descarregar a arma, nenhum ensaio foi convocado e a equipe ainda não havia começado as filmagens. Ele não tinha o direito de confiar em uma alegada declaração do diretor assistente de que era 'uma arma fria'. O Sr. Baldwin não pode se esconder por trás disso para tentar justificar o fato de que ele não verificou a arma", afirma Mamie.

Além disso, Mitchell destaca que, em decorrência de sua proximidade com o local, sofreu "graves traumas físicos, choques e ferimentos" que a obrigaram a se afastar de sua profissão. Dessa forma, a roteirista exige um valor ainda não especificado em termos de danos e prejuízos a Alec Baldwin, Gutierrez-Reed e Halls, além dos demais produtores.

O acidente

A diretora de fotografia, Halyna Hutchins, morreu no dia 21 de outubro, vítima de um disparo acidental feito por Alec Baldwin que, em tese, deveria ter usado uma arma cenográfica, mas, segundo os investigadores do caso, a munição que estava dentro da pistola era real. A diretora chegou a ser socorrida de avião para o Hospital da Universidade do Novo México, mas não resistiu e morreu em decorrência dos ferimentos. Até o momento, ninguém foi indiciado.

Além de Halyna, o ator também feriu o diretor do filme, Joel Souza, de 48 anos, que logo após o acidente teve alta do hospital.