PUBLICIDADE
Topo

Bruno Gagliasso sobre briga com o irmão, Thiago: Não é por causa de eleição

Colaboração para Splash, em São Paulo

05/07/2022 18h48

Na estreia do podcast de Giovanna Ewbank e Fernanda Paes Leme, Bruno Gagliasso foi o primeiro convidado e comentou sobre a briga com o irmão, o também ator Thiago Gagliasso.

Na ocasião, Giovanna questiona: "E você achar possível uma reaproximação entre vocês em algum momento?"

"Em algum momento talvez sim. Hoje não consigo enxergar. Porque admiração, respeito, afinidade, hoje não sinto por ele. Mas o que eu sinto é o amor de irmão, isso nunca vai apagar. E a saudade de tudo o que a gente viveu. É mentira falar que não dói, mas a gente pensa muito diferente. Não é pensamento político, é como a gente enxerga a vida que é diferente. Tenho que respeitar e respeito. Minha mãe sofre muito, mas é a vida", disse Bruno.

O ator também reforçou que a briga entre eles não é uma questão política. "Não é por causa de eleição, isso é bom deixar claro. Não foi por causa de política, mas eu e minha mulher fomos expostos de uma forma que não queríamos ter sido. E aí ficou muito evidente nossa diferença. A gente tem pensamentos políticos completamente diferentes. Hoje em dia não existe mais a política não estar ligada à moral. Hoje, pra mim, você apoiar esse b*sta é você não ter nenhum tipo de escrúpulo, é diferente. E por isso digo que não vejo, hoje, eu voltar a falar com meu irmão ou conviver. Prefiro ficar com esse sentimento dele com 7, 10, 15 anos de idade... Vai contra tudo o que eu prego, o que eu sou, o que quero pros meus filhos. Não tem como, é inviável, então não me culpo por isso. Eu não tenho culpa, eu tenho dor. De não poder conviver com o filho dele, ter uma relação de respeito, de carinho", reforçou.

Vale lembrar que em outubro de 2018, Thiago expôs uma conversa no WhatsApp com Giovanna Ewbank. Na conversa, a apresentadora aparentemente discute com Thiago por um comentário que ele teria feito sobre a "televisão estar morrendo".

Na imagem compartilhada por Thiago, Giovanna deu a entender que o cunhado era mal-agradecido pela ajuda que receberia do marido.

Na época, os seguidores acreditaram que a discussão começou por divergências políticas, já que Thiago Gagliasso declarou seu apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro e Giovanna e Bruno aderiram à campanha "Ele não".