PUBLICIDADE
Topo

Filho galã de Almir Sater entra em 'Pantanal' para viver personagem do pai

Gabriel Sater viverá personagem que foi de seu pai em "Pantanal" - João Miguel Júnior/Globo
Gabriel Sater viverá personagem que foi de seu pai em 'Pantanal' Imagem: João Miguel Júnior/Globo

Colaboração para Splash, em São Paulo

30/04/2022 13h46

Gabriel Sater entra nesta semana para a novela "Pantanal" para viver o personagem interpretado por seu pai, Almir Sater, na versão original exibida na década de 1990.

A estreia dele como o violeiro Trindade acontece na próxima sexta-feira, dia 6 de maio. Na trama, ele vai invocar o diabo para salvar o Velho do Rio (Osmar Prado), após ele ser atingido por um tiro de espingarda de Muda (Bella Campos).

Ao encontrar o Velho do Rio ferido, Trindade irá oferecer sua água: "Bebe, meu Velho... Bebe".

A água desperta o velho que, com dificuldade, relata: "Eu tô c'uma bala cravada no peito... Que tá me queimâno... Me arranca ela do peito".

Trindade responde que pode ajudá-lo, mas só se for para tirar a bala "na ponta da faca". O Velho do Rio aceita, mas é advertido pelo violeiro: "Eu tenho um trato c'o diabo".

"Me arranca logo essa bala do peito! Que ocê vai tê o que ele te prometeu", garantirá o Velho.

Depois de salvar o Velho do Rio, Trindade acabará chegando na fazenda de José Leôncio (Marcos Palmeira), mas sem conquistar a confiança de ninguém num primeiro momento.

Mesmo assim, Tibério (Guito) permite que o violeiro passe a noite com os outros peões. Ao tocar sua viola enfeitiçada pelo diabo, ele acabará ficando de vez no local.

Almir Sater não queria voltar às novelas

O jejum de 16 anos que Almir Sater, 65 anos, manteve das novelas não se deu por acaso. Afastado do gênero desde 2006, quando atuou em "Bicho do Mato" (Record TV), ele admitiu que não tinha qualquer intenção de voltar ao gênero favorito do público da TV.

"Realmente, não estava mais nos meus planos. Eu sou músico, e a novela prende muito a gente e acaba atrapalhando. Quando estamos numa, até tocamos pior. Com 'Pantanal' agora nem tem sido tanto assim, porque eu tenho tocado muito nas cenas e nos bastidores", explicou o ator e cantor, que atualmente vive o chalaneiro Eugênio no remake da trama de Benedito Ruy Barbosa, em entrevista ao jornal "O Globo".

Sobre a participação do filho na trama, ele lembra que Gabriel acompanhou parte das gravações da primeira versão quando era criança.

"Agora, a gente chegou a conversar sobre o personagem, mas achamos melhor não falarmos muito para que ele possa encontrar o caminho dele para o Trindade", contou.

O pai coruja, aliás, é só elogios aos dotes artísticos do herdeiro. "Ele é um menino muito talentoso e o seu instrumento de origem é violão erudito. Começou a estudar viola com mais afinco para o personagem e está tocando muito bem.