PUBLICIDADE
Topo

Amber Heard diz "pagar preço por se manifestar" em caso contra Johnny Depp

Amber Heard chega para depor na Suprema Corte, em Londres, em 2020 - NIKLAS HALLE"N/AFP
Amber Heard chega para depor na Suprema Corte, em Londres, em 2020 Imagem: NIKLAS HALLE'N/AFP

Colaboração para Splash, de São Paulo

11/04/2022 14h58Atualizada em 11/04/2022 14h58

Amber Heard revela que está pagando o que as mulheres pagam por "falar contra os homens no poder". Nesta semana, a atriz enfrentará um julgamento contra o ex-marido, Johnny Depp, estimado em 100 milhões de dólares - na cotação atual, R$ 470 milhões.

Antes do julgamento, a artista afirmou que esperava que ela e Depp poderiam "seguir em frente" após o caso de difamação. O ator está processando a ex por um artigo de opinião publicado no Washington Post, no qual Heard descreveu sua experiência de violência e abuso doméstico.

"Eu nunca o nomeei, escrevi sobre o preço que as mulheres pagam por falar contra os homens no poder", alegou Amber. O artista moveu um processo de 50 milhões de dólares - equivalente a R$ 235 milhões - contra a ex e ela o contra-processou pelo dobro do valor.

Ambos se enfrentam no Tribunal da Virgínia nesta semana. Os advogados da atriz reiteram que ela não deveria ser processada por difamação, uma vez que estava tratando de um assunto de interesse público, a violência doméstica. Por sua vez, do lado de Johnny Depp, os profissionais confirmam a dificuldade do astro conseguir trabalho após as alegações da ex no artigo.