PUBLICIDADE
Topo

Chris Brown é processado em R$ 108 milhões após acusação de estupro

O rapper Chris Brown - Reprodução / Instagram / Damon Baker
O rapper Chris Brown Imagem: Reprodução / Instagram / Damon Baker

De Splash, em São Paulo

28/01/2022 10h39

Chris Brown está sendo processado por uma mulher que o acusa de estupro. De acordo com o TMZ, o crime teria acontecido em Star Island, em Miami (EUA), em dezembro de 2020.

A ação pede US$ 20 milhões (cerca de R$ 108 milhões) em indenização, alegando grave sofrimento emocional da vítima.

Segundo o site norte-americano, no processo, a mulher afirma que Chris lhe deu um copo com uma bebida e eles começaram a conversar. Depois que ele encheu seu copo pela segunda vez, ela diz que começou a sentir "uma mudança repentina e inexplicável na consciência."

Ainda de acordo com os documentos, a mulher relata que também se sentiu "desorientada, fisicamente instável e começou a dormir", e que o rapper a levou para um quarto. Então, Chris teria fechado a porta do local e a estuprou.

Identificada como Jane Doe, a mulher diz ser dançarina, coreografa e modelo. Os advogados dela, Ariel Mitchell e George Vrabeck, disseram que o suposto estupro não foi denunciado na época porque ela era estudante de medicina e estava envergonhada.

Em caso de violência, denuncie

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares. Também é possível realizar denúncias pelo número 180 — Central de Atendimento à à Mulher — e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Há ainda o aplicativo Direitos Humanos Brasil e através da página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Vítimas de violência doméstica podem fazer a denúncia em até seis meses.