PUBLICIDADE
Topo

Clube da Luta: Autor diz que final alternativo chinês é mais fiel ao livro

Chuck Palahniuk diz que também foi censurado nos Estados Unidos - Divulgação
Chuck Palahniuk diz que também foi censurado nos Estados Unidos Imagem: Divulgação

De Splash, em São Paulo

28/01/2022 10h05

A notícia de que "Clube da Luta" (1999) foi disponibilizado na China com um final alternativo revoltou os fãs do filme do diretor David Fincher, mas o autor do livro que inspirou a obra não parece estar tão descontente assim.

Em entrevista ao TMZ, Chuck Palahniuk afirma: "A ironia é que, da forma como a China alterou a história, o final ficou quase exatamente igual ao fim do livro. Ao contrário do final de [David] Fincher, que era mais espetacular, mais visual. Então, de certa forma, os chineses resgataram o livro".

O autor continua: "Não acho que era a intenção deles, mas definitivamente acho que eles leram o livro e se perguntaram: qual é o meio-termo ideal aqui?"

Sobre a censura à obra, o autor afirma que não é a primeira vez que acontece: algumas editoras em outros países já alteraram o final do livro para que ficasse igual ao filme, e suas obras estão proibidas em algumas partes dos Estados Unidos.

"O que eu acho muito interessante é que os meus livros foram banidos em várias partes dos Estados Unidos. O sistema prisional do Texas proibiu meus livros em suas bibliotecas, várias escolas públicas e a maioria das escolas particulares se recusam a disponibilizar os meus livros. Mas só é um problema quando a China muda o final de um filme? Eu lido com a censura há muito tempo."