PUBLICIDADE
Topo

Câmara Municipal de Mauá lamenta morte de Batoré, ex-vereador da cidade

O humorista Batoré morreu hoje, aos 61 anos - Reprodução/Instagram
O humorista Batoré morreu hoje, aos 61 anos Imagem: Reprodução/Instagram

De Splash, em São Paulo

10/01/2022 18h48Atualizada em 10/01/2022 19h08

A Câmara Municipal de Mauá publicou uma nota de pesar após a morte do ator e humorista Batoré. Além do trabalho artístico, ele também foi vereador do município da Grande São Paulo por dois mandatos pelo Progressistas (PP).

"É com pesar que lamentamos o falecimento do ex-vereador Ivanildo Gomes Nogueira. Popularmente conhecido como Batoré, tornou-se famoso em programas humorísticos e foi vereador por dois mandatos em Mauá (2009-2014). Batoré faleceu hoje, em decorrência de um câncer, na cidade de São Paulo. Aos familiares e amigos de Batoré, os sentimentos de todos os membros da Câmara de Mauá", diz o texto assinado pelo vereador José Carlos da Silva Martins, presidente da Câmara de Mauá.

Em 2008, ele conseguiu quase 4.800 votos, sendo o terceiro vereador mais votado do município.

A reeleição aconteceu após quatro anos, mas não durou muito tempo — ele sofreu uma cassação da Justiça Eleitoral por infidelidade partidária.

Ameaça ao STF

Já no final do ano passado, um vídeo do comediante gravado em 2019 pedindo o fechamento do STF viralizou. As imagens ganharam força após o caso envolvendo o cantor Sérgio Reis, alvo de uma operação da Polícia Federal por críticas ao Supremo.

No vídeo, Batoré diz querer que o presidente Jair Bolsonaro (PL) feche o STF, a Câmara dos Deputados e Senado Federal. Ele aparece pedindo que os militares ocupem essas cadeiras e diz que esse é o "desejo de todos os brasileiros."

Vocês deveriam ter consciência de que esse país não é de vocês. Se nós mudamos a presidência, é porque a gente viu que tinham muitos bandidos e que precisava de um militar. Mas, depois de tudo isso, nós temos a consciência de que militar não faltava só na cadeira do presidente, falta no STF, na Câmara dos Deputados e no Senado. O desejo de todos os brasileiros é que o presidente feche as portas dessas três casas, porque não tem trazido benefício nenhum para o nosso país. afirmou

Ele ainda comparou, na ocasião, o STF com o conhecido medicamento purgativo "lacto-purga".

O STF fica só soltando bandido, parece 'lacto purga', toda merd* que está presa, solta. Vocês deveriam ter vergonha na cara, deveriam pensar como pais de família, como avós. disse na época.