PUBLICIDADE
Topo

Como Batoré e Carlos Alberto voltaram a se falar após 13 anos sem contato

De Splash, em São Paulo

10/01/2022 18h04Atualizada em 11/01/2022 15h19

Batoré morreu hoje aos 61 anos. O ator e humorista ganhou espaço no SBT, principalmente no "A Praça É Nossa", ainda na década de 90.

Demitido da emissora em 2004, Batoré passou 13 anos sem falar com Carlos Alberto de Nóbrega, e só retomou contato graças à sua participação na novela Velho Chico (2015), da Rede Globo.

O humorista saiu magoado do SBT porque pensava ter sido cortado pelo líder da "Praça". Durante mais de uma década, ele acreditou que foi vítima de uma "traição" após ter integrado o elenco do programa por quase 15 anos.

Em entrevista ao UOL em 2017, Batoré relembrou o que falou a Carlos Alberto na primeira conversa que tiveram após mais de uma década de mal-entendido: "Eu me envergonho de ter chegado a esse ponto".

A desavença foi rompida quando o ator de "Velho Chico" soube que sua saída da "Praça" havia sido determinada por Silvio Santos para cortar despesas, revelação feita por Carlos Alberto de Nóbrega em entrevista ao programa UOL Vê TV, do colunista Mauricio Stycer.

"Quando saí do SBT, fiquei chateado porque me falaram que o Carlos Alberto tinha me colocado na relação [de dispensa], e naturalmente fiquei sentido porque eu era fiel a ele. Se tivesse falado [que o responsável pelas demissões foi Silvio Santos], a gente teria acabado isso antes", lamenta.

O bom desempenho de Batoré em "Velho Chico" chamou a atenção de Carlos Alberto, que mesmo afastado do antigo colega queria parabenizá-lo. Ele pediu ajuda a um amigo em comum, o humorista Zé Américo, também da "Praça". O que ele não esperava era receber um telefonema de Batoré retribuindo os elogios.

"Estava assistindo aos últimos capítulos de 'Velho Chico'. E não foi uma interpretação, foram várias. Ele foi brilhante pela naturalidade. E o Zé Américo é muito amigo dele. Disse: 'Olha, Zé, fale para o Batoré que eu o cumprimento e fiquei muito feliz vendo o desempenho dele'. De noite ele ligou para mim e foi um bate-papo gostoso", recorda.

A ligação foi o suficiente para que os velhos amigos retomassem o contato e a parceria. No mesmo ano, os dois se reencontraram pessoalmente no palco do "Domingo Legal".

Emocionados, eles se abraçaram, relembraram histórias de bastidores do passado e ambos soltaram até mesmo um "eu te amo".

Carlos Alberto de Nóbrega e Ivann Gomes, intérprete do personagem Batoré, se reencontraram após 13 anos, no palco do "Domingo Legal", do SBT, neste domingo (5) - Reprodução/SBT.com.br - Reprodução/SBT.com.br
Carlos Alberto de Nóbrega e Ivann Gomes, intérprete do personagem Batoré, se reencontraram após 13 anos, no palco do "Domingo Legal", do SBT, neste domingo (5)
Imagem: Reprodução/SBT.com.br

"Houve um desentendimento por besteira, ele ficou magoado, e as pessoas adoram alimentar coisas. E, no final do ano passado, eu estava assistindo 'Velho Chico' [da Globo], e achei espetacular a interpretação do Batoré. Eu não guardo mágoa de ninguém, eu quero rir, quero ser alegre. Eu choro de saudade, de amor", disse Carlos Alberto.

"Tudo começou aqui, na 'Praça'. Foi aqui que eu fui figurante, e foi através desse cara que eu tive o primeiro carro, casei, eu sou muito feliz, e aprendi muita coisa com você. E você não é pai só dos seus filhos, você é pai [de todos os humoristas da 'Praça'] (...) Independentemente de tudo, eu te amo", disse Batoré ao amigo.

Em 2019, o humorista voltou a gravar "A Praça" após 15 anos longe do programa. Ele revelou ter chorado em casa após a gravação.

Fui recebido pelo Carlos Alberto como se fosse um filho. Foi como se eu tivesse viajado para estudar na universidade e voltei para rever a família. Foi muito satisfatório para mim e para ele, e quem ganha com tudo isso é o público. Passaram-se 15 anos, mas não esqueceram o Batoré. disse o humorista

Batoré reencontra Carlos Alberto de Nóbrega em A Praça É Nossa