PUBLICIDADE
Topo

Juju relembra salário das panicats: 'Galera achava que nadava em dinheiro'

Juju Salimeni recebe ex-panicats em podcast - Reprodução/Instagram
Juju Salimeni recebe ex-panicats em podcast Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Splash, em São Paulo

09/11/2021 20h55

Seguindo a tendência dos podcasts, Juju Salimeni estreia programa na internet com modelo desconstruído. Apostando no glamour feminino, o "Camarim da Juju" recebeu em seu primeiro episódio as ex-panicats Carol Narizinho, Fernanda Lacerda, Thais Bianca e Jaque Khury.

Reunidas para um bate-papo intimista, as modelos revelaram curiosidades, experiências e bastidores do programa Pânico, além de polêmicas envolvendo os membros da equipe e condições de trabalho.

Ao conduzir a conversa, Juju Salimeni, que recebe críticas sobre exposição do corpo até hoje, chegou a comentar época em que trabalhava no humorístico, relembrando pressão psicológica e julgamentos por parte dos colegas de emissora: "A gente passou uma fase bem complicada com o Pânico. É um formato que não caberia nos dias de hoje".

Carol Narizinho e Fernanda Lacerda participam do "Camarim da Juju" - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Carol Narizinho e Fernanda Lacerda participam do "Camarim da Juju"
Imagem: Reprodução/Instagram

"A galera achava que a gente nadava em dinheiro, mas qual era o cachê? Ganhava R$ 200 por gravação", revelou a apresentadora. "Eles sabiam que a gente não deixaria de ir porque aquilo era uma vitrine", continuou.

"Antes da Mendigata eu era elenco de apoio, só recebia 30 dias após a gravação", reforçou Fernanda Lacerda, que interpretava moradora de rua antes de integrar o time oficial de panicats.

Apesar das situações levantadas durante a transmissão do podcast, Juju disse ser grata ao extinto Pânico. "Tudo o que eu tenho hoje é graças ao programa, mas não posso deixar de comentar coisas que aconteceram lá, coisas que não podem ser aceitas em época alguma", defendeu.