PUBLICIDADE
Topo

Dublador de 'Dragon Ball' morre aos 56 anos

Chris Ayres deu voz ao vilão Freeza - Reprodução
Chris Ayres deu voz ao vilão Freeza Imagem: Reprodução

Colaboração para Splash, em São Paulo

20/10/2021 12h16Atualizada em 20/10/2021 18h52

Conhecido por dar voz ao vilão Freeza na versão em inglês de "Dragon Ball", o dublador Chris Ayres morreu aos 56 anos. A notícia da morte foi confirmada pela namorada Krystal LaPorte.

"Em 18 de outubro às 20h40, meu mundo escureceu. Christopher Owen Ayres faleceu pacificamente, mantido perto de sua mãe, irmão e namorada", escreveu Krystal no Twitter ontem.

frieza - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Chris Ayres e a namorada Krystal LaPorte
Imagem: Reprodução/Instagram

Ainda de acordo com o The New York Post, a causa da morte de Chris não foi confirmada. Porém, em 2017, ele foi diagnosticado com uma doença pulmonar em estágio terminal. Chris costumava postar sobre o tratamento em suas redes sociais e, em 2020, ele e sua família fizeram uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro para o seu tratamento.

A primeira aparição de Chris como o vilão Freeza foi em "Dragon Ball Z Kai". O sucesso foi tanto que ele começou a dublar o vilão no anime, no spin-off "Dragon Ball Super: Broly" e nos jogos de videogame inspirado nos mangás. Ele também era conhecido por seu trabalho em "Black Butter", "Gantz", "Fairy Tail" e "Tears to Tiara".

frieza - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Chris Ayres deu voz ao vilão Frieza, morreu aos 56 anos
Imagem: Reprodução/Instagram

Krystal lamentou a morte do amado, e agradeceu a todo carinho dos fãs neste momento difícil.

"O quanto ele amava as outras pessoas preencheu a grande maioria de nossas conversas. Para aqueles de vocês que realmente o amavam, obrigada. Para aqueles de vocês que mantiveram contato, o examinaram, o lembraram de que ele era muito, muito mais do que seu trabalho, vocês eram o combustível de sua luta. Você alimentou os sonhos de um futuro que o manteve por mais tempo do que qualquer pessoa normal poderia viver", finalizou.