PUBLICIDADE
Topo

'007': Saiba como é a última cena de Daniel Craig como James Bond

Daniel Craig em cena de "007 - Sem Tempo Para Morrer" - Divulgação
Daniel Craig em cena de '007 - Sem Tempo Para Morrer' Imagem: Divulgação

Fernanda Talarico

De Splash, em São Paulo

30/09/2021 04h00

"007 - Sem Tempo Para Morrer" chega aos cinemas hoje (29) e, além de ser o 25º filme da franquia oficial do agente secreto mais famoso do mundo, também marca o último longa com Daniel Craig como James Bond. O ator viveu o personagem em cincos produções da saga e sua aparição derradeira é de emocionar qualquer um que seja fã de 007.

Splash já assistiu ao filme e te conta abaixo o que rola na última cena de Daniel Craig interpretando James Bond. E, é claro, espere muitos spoilers a partir daqui.

Só para não falar que não avisamos! Não leia caso não queira saber como é a despedida do ator no novo "007"

Alerta de Spoiler Splash - Arte UOL - Arte UOL
Alerta de Spoiler Splash
Imagem: Arte UOL

Depois de "Cassino Royale" (2006), "007 - Quantum of Solace" (2007), "007 - Operação Skyfall" (2012) e "007 Contra Spectre" (2015), Craig volta pela quinta e última vez a ser o protagonista da franquia. Por isso, como era de se esperar, a despedida não aconteceria de modo simples — muito pelo contrário, encerraria de maneira triunfal a passagem do ator pela saga.

Para explicar o que acontece na última cena, é preciso entender o início do filme, quando James Bond está com Madeleine Swann (Léa Seydoux) na Itália e, para colocar um ponto final em seu passado, o agente vai até o túmulo de Vesper (Eva Green) com a intenção de se despedir. No entanto, ele sofre um atentado ligado à Spectre e tudo dá a entender que Madeleine o traiu e o entregou à organização terrorista.

Daniel Craig e Léa Seydoux  - Divulgação - Divulgação
Daniel Craig e Léa Seydoux em cena de '007 - Sem Tempo Para Morrer'
Imagem: Divulgação

Depois de muita perseguição, Bond foge dos capangas da Spectre e leva a então companheira até uma estação de trem. Ele diz que não há mais nada entre os dois, a coloca em um trem e avisa que nunca mais se encontrarão.

Cinco anos depois, os dois se reencontram e o agente descobre que Madeleine teve uma filha, Mathilde. Ela diz que a criança não é dele, mesmo com um par de olhos azuis como o de Daniel Craig. E assim, o filme segue.

Com toda essa explicação, chegamos ao final do longa: James Bond foi infectado por um veneno que, caso ele encoste em Madeleine ou Mathilde, matará as duas. Além disso, ele foi baleado e está em uma ilha que será bombardeada em breve, portanto não há escapatória.

Então, o agente sobe até uma espécie de mirante e entra em contato com Madeleine, que está segura com a filha. A conversa deixa claro que essa será a última vez que os dois se falarão.

James Bond diz que a ama, e Madeleine responde: "Ela tem os seus olhos", deixando a entender que, sim, Mathilde é filha do espião. "Eu sei", ele responde segundos antes do primeiro míssil chegar à ilha. Vemos explosões, e o agente 007 some em meio à destruição.

Esta foi a primeira vez na saga que um James Bond morreu, o que deixa uma importante marca na história da franquia. Com a morte do personagem, é possível que o próximo filme de James Bond seja um reboot, mudando todos os atores, não apenas o principal.

Daniel Craig e Lashana Lynch, nova agente 00 em '007: Sem Tempo para Morrer' - Divulgação - Divulgação
Daniel Craig e Lashana Lynch, nova agente 00 em '007: Sem Tempo para Morrer'
Imagem: Divulgação

Com um final emocionante, "007 - Sem Tempo Para Morrer" encerra em grande estilo o legado de Daniel Craig. Ainda não dá para saber como será a franquia daqui para frente — nem mesmo quem será a próxima estrela —, mas é possível dizer que superar o fim do 25º filme não será uma missão fácil.