PUBLICIDADE
Topo

Jesus de 'A Paixão de Cristo' promove conspiração sobre tráfico de crianças

James Caviezel em "A Paixão de Cristo" - Reprodução
James Caviezel em 'A Paixão de Cristo' Imagem: Reprodução

De Splash, em São Paulo

19/04/2021 09h07

Jim Caviezel, que ficou conhecido por interpretar Jesus em "A Paixão de Cristo" (2004), compareceu neste fim de semana ao evento Clay Clark's Health and Freedom Conference (Conferência pela Saúde e Liberdade, em tradução livre), em Tulsa (EUA), promovendo uma teoria de conspiração sobre tráfico de crianças.

O ator norte-americano citou a teoria conhecida em fóruns de extrema direita como "adenocromização", que alega sem provas que pessoas ricas e celebridades pagam para que crianças sequestradas sejam torturadas e, assim, produzam adrenalina. O hormônio seria então injetado no "comprador", concedendo a ele propriedades rejuvenescedoras.

Caviezel apareceu no evento por videoconferência, e prometeu que "não haverá piedade" para as pessoas que supostamente praticam esse tipo de tortura.

"Há muitos termos que eles usam [para o processo de extração da adrenalina], mas é o pior horror que eu já testemunhei. Só de ouvir os gritos... se eu visse algo assim, seria além do que eu poderia suportar", comentou.

A aparição de Caviezel no evento também serviu para promover o seu novo filme, "Sound of Freedom", onde interpreta um agente federal que abandona o emprego para se dedicar inteiramente à luta contra o tráfico de crianças pelo mundo.