PUBLICIDADE
Topo

O que a crítica achou de 'Tenet'?

John David Washington e Robert Pattinson em cena de "Tenet" - Reprodução/IMDb
John David Washington e Robert Pattinson em cena de 'Tenet' Imagem: Reprodução/IMDb

De Splash, em São Paulo

29/10/2020 04h00Atualizada em 29/10/2020 13h35

"Tenet", o misterioso (e grandioso) novo filme do cineasta Cristopher Nolan, finalmente estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta (29) —e sabemos que você está louco para saber se, afinal, vale a pena assistir ao novo filme.

Para o crítico Francisco Russo, que assistiu ao filme uns meses atrás, a pedido de Splash, a resposta é "sim":

Bastante engenhoso, 'Tenet' é acima de tudo um filme ambicioso, que tão bem reflete o perfeccionismo obsessivo de seu diretor. O terço final, em particular, é de uma beleza visual e narrativa impressionantes, pelo que mostra e como mostra. Apesar de também possuir fragilidades, em especial em subtramas e coadjuvantes, trata-se de um filme acima de tudo desafiador. Do jeito que Nolan tanto gosta.

Já o nosso crítico Roberto Sadovski apontou que o filme tem também seus problemas:

"Tenet" é rico em subtexto, é uma amálgama de ideias sensoriais surpreendentes. Mas é também um filme assombrado pelo roteiro desnecessariamente confuso, que esconde seus tropeços narrativos com esmero técnico.

Mas no fim, aponta, ele, "é uma experiência cinematográfica ousada e gratificante. Mesmo que, por vezes, ameace ceder sob o próprio peso."

E os outros críticos?

O novo filme de Nolan causou certa controvérsia entre a crítica especializada lá fora. No Rotten Tomatoes, um agregador de críticas, "Tenet" tem 71% de aprovação. É um bom resultado no geral —mas, ao mesmo tempo, é o pior para um longa de Nolan. Para comparar, "Batman - O Cavaleiro das Trevas" (2008) é o filme mais bem avaliado do cineasta por lá, com 94% de aprovação.

Veja algumas críticas:

O problema que aflige este filme não é sua complexidade. Na verdade, muitos vão se deliciar em desvendar as pistas que formam a base da história. Não, o que impressiona é o quão vazio de emoção tudo parece, mesmo quando as oportunidades emocionais surgem.
"The New Yorker"

É um mecanismo brilhante com um centro vazio, um cubo mágico que, quando resolvido, revela pouco mais do que a complexidade do seu próprio design.
The A.V. Club

No fim, 'Tenet' é um filme cerebral e frio: fácil de admirar, especialmente por ser tão rico em audácia e originalidade, mas impossível de se amar, já que lhe falta certa humanidade.
"The Hollywood Reporter"

'Tenet' não é um Santo Graal, mas é um entretenimento atordoante, caro e estrondoso, tanto para os padrões 'old school' quanto para os novos.
"Variety"

Por mais que 'Tenet' seja bem-sucedido em ser visual e tecnologicamente impressionante, ele é, em algumas vezes, quase insuportavelmente exaustivo. Como a maior parte dos filmes de Nolan, ele se recusa a dar um respiro.
"Entertainment Weekly"

O que diferencia 'Tenet' são as grandes ideias pelas quais Nolan enquadra sua história. Elas transformam o que poderia ser um filme de espião genérico em uma provocativa e ousada investigação sobre a nossa percepção de tempo. Não vai te deixar abalado, mas vai mexer com sua cabeça. E isso vale uma ida ao cinema.
BBC

Mas qual a história de 'Tenet'?

"Tenet" acompanha o Protagonista (John David Washington, de "Infiltrado na Klan"). Armado com apenas uma palavra —Tenet— e lutando pela sobrevivência de todo o mundo, ele viaja por um obscuro mundo de espionagem internacional em uma missão que se desdobra em algo além do tempo real.

Também fazem parte do elenco Robert Pattinson, Kenneth Brannagh e Elizabeth Debicki.