PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Bolsa Atleta vai ficar maior do que era, diz ministro Osmar Terra

25/01/2019 11h53

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Ministro da Cidadania, Osmar Terra, garantiu que o governo do presidente Jair Bolsonaro vai disponibilizar recursos para a preparação de atletas olímpicos de forma a garantir um bom desempenho do Brasil nos Jogos de 2020 em Tóquio.

Terra, cuja pasta integrou a gestão de esportes no âmbito do governo federal com o fim do Ministério do Esorte, afirmou, em entrevista à Reuters, que o programa Bolsa Atleta que encolheu no governo do ex-presidente Michel Temer vai receber mais recursos do novo governo.

“Isso realmente aconteceu no governo anterior. No fim do governo anterior o Ministério do Planejamento cortou uma parte do Bolsa Atleta, nós vamos recuperar isso e o Bolsa Atleta vai ficar maior do que era, eu diria bem maior pensando já na Olimpíada”, disse Terra.

“Posso dizer que não vai haver prejuízo na preparação dos atletas”, acrescentou o ministro na quinta-feira na cerimônia de sorteio dos grupos da Copa América de futebol deste ano, no Rio de Janeiro.

No apagar das luzes de seu governo, o ex-presidente Temer reduziu em quase 50 por cento o número de bolsas para atletas e ainda cortou algumas categorias que recebiam o apoio. A redução no programa criou apreensão, problemas na estrutura de treinamento e gerou dúvidas sobre a qualidade da preparação do Brasil para competições internacionais e para os Jogos de Tóquio-2020.

Terra disse à Reuters que obteve a promessa da área ecônomica do governo Bolsonaro que não faltarão recursos para a sua pasta, inclusive aqueles que serão destinados à preparação de atletas. “Posso garantir que recurso não vai faltar para aquilo que é necessário”, disse.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Esporte