PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Torcedores do Chelsea são banidos por suposto racismo contra Sterling

10/12/2018 17h45

LONDRES (Reuters) - O Chelsea disse nesta segunda-feira que baniu quatro torcedores de partidas até que seja concluída uma investigação sobre suposto racismo contra o atacante do Manchester City Raheem Sterling.

O incidente envolvendo o jogador de 24 anos ocorreu durante a derrota por 2 x 0 do City na Premier League em Stamford Bridge no sábado.

O Chelsea disse que está "apoiando inteiramente" uma investigação policial iniciada após um vídeo postado na internet mostrar Sterling sendo alvo de gritos de um torcedor ao buscar a bola atrás do gol.

Questionado sobre os comentários feitos pelo torcedor, Sterling disse a jornalistas no domingo que ele "teve que rir" porque não esperava mais, acrescentando que os jornais eram "inaceitáveis" na forma com que retratam jovens jogadores negros.

A Associação de Futebolistas Profissionais (PFA, na sigla em inglês) disse que o tratamento duro que Sterling está recebendo da imprensa está alimentando racismo nos campos, cujos relatos aumentaram desde a temporada passada.

"Nós louvamos Raheem por seu profissionalismo durante o incidente", disse o PFA, entidade que representa jogadores na Inglaterra, em comunicado.

"Estamos ao seu lado em instar a imprensa para que considere sua cobertura de todos jogadores cuidadosamente, e para que encerrem sua cobertura desequilibrada de jovens jogadores negros".

(Por Christian Radnedge e Hardik Vyas)

Esporte