PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Juve vence Valencia e se garante nas oitavas da Champions; United vai junto

27/11/2018 20h04

Turim (Itália), 24 nov (EFE).- Em um jogo de domínio da Juventus, mas de poucas chances claras de gol, a 'Velha Senhora' venceu o Valencia por 1 a 0 no Allianz Stadium nesta terça-feira e garantiu a classificação para as oitavas de final da Liga dos Campeões pelo grupo H, junto com o Manchester United.

A vaga antecipada poderia ter sido obtida três semanas atrás, mas a heptacampeã italiana vacilou e perdeu para o United, também em Turim. Desta vez, porém, a chance não escapou. Cristiano Ronaldo resolveu com um lindo passe para gol de Mandzukic, e o time dirigido por Massimiliano Allegri foi a 12 pontos, dois a mais que os 'Diabos Vermelhos', que bateram o Young Boys por 1 a 0 em Old Trafford no apagar das luzes.

Com isso, a única definição restante no grupo para a última rodada, em 12 de dezembro, é a liderança. A Juventus irá a Berna, na Suíça, dependendo de uma vitória sobre o campeão suíço, que somou apenas um ponto e não tem chances sequer de ir à Liga Europa, já que o Valencia já tinha cinco. O United precisará bater o representante espanhol no Mestalla e torcer por tropeço dos 'Bianconeri'.

A equipe de Turim teve dois desfalques nesta terça, os volantes Can e Khedira, ambos lesionados, e o uruguaio Bentancur foi titular mais uma vez. No Valencia, também por contusão, a baixa foi o meia Cheryshev.

A partida em Turim teve a participação de quatro brasileiros. A equipe espanhola contou com o goleiro Neto, ex-Juve, e o zagueiro Gabriel Paulista, ambos titulares, enquanto no time anfitrião Alex Sandro começou jogando, enquanto o meia Douglas Costa foi reserva e entrou no decorrer do confronto.

O jogo foi morno no começo, com muitos erros dos dois lados. Nem mesmo Cristiano Ronaldo escapou da "draga" inicial. Aos nove minutos do primeiro tempo, o craque português pedalou para cima da marcação pela esquerda e cruzou buscando Mandzukic, mas exagerou na força.

Aos 21, o camisa 7 apareceu mais centralizado e recebeu cruzamento de Dybala. A defesa cortou apenas parcialmente, Pjanic emendou de primeira e acertou a marcação. Na resposta do Valencia, aos 27, também em bola espirrada na área, Wass dominou no peito e finalizou rente à trave direita.

Com os meias e atacantes encontrando pouco espaço, quem apareceu como armador da Juventus aos 37 minutos foi Bonucci, que preparou de calcanhar para Cancelo. O lateral bateu com estilo, de trivela, e tirou tinta do poste direito.

A melhor chance da etapa inicial, no entanto, foi do time espanhol. Aos 45, depois de cobrança de escanteio pela direita, Diakhaby subiu muito e cabeceou firme para linda defesa de Szczesny, que garantiu o placar em branco na ida para o vestiário.

No segundo tempo, logo com um minuto, Cristiano Ronaldo deu seu cartão de visitas em cobrança, defendida por Neto no centro do gol. Mas foi aos 13 que o cinco vezes melhor do mundo brilhou. Ele dominou na ponta esquerda, perto do bico da pequena área, pedalou para cima de Gabriel Paulista e cruzou por baixo para Mandzukic completar sem goleiro e abrir o placar.

O Valencia balançou a rede dois minutos depois, mas o lance foi anulado. Parejo bateu falta da esquerda e Diakhaby completou para o gol, mas o defensor francês usou a mão, teve o gol anulado e ainda recebeu cartão amarelo.

A resposta da atual hexacampeã italiana foi dada aos 22 minutos, com Dybala. Em bonita troca de passes na linha frente 'bianconera', a bola chegou na entrada da área até o argentino, que bateu firme para defesa de Neto.

O brasileiro era cada vez mais exigido e não comprometia. Aos 27, Dybala bateu escanteio, Cristiano cabeceou e Neto segurou. Mais tarde, aos 34, o português se esforçou para evitar a saída da bola e serviu Mandzukic, que chutou no meio do gol e facilitou o trabalho do camisa 13.

Precisando da virada para continuar sonhando com a classificação, o Valencia não demonstrou poder de fogo e quase não incomodou Szczesny. A última tentativa de gol foi da 'Velha Senhora', com Douglas Costa, que arriscou de fora da área, aos 44, e encobriu o travessão.

Em Manchester, tudo apontava para um 0 a 0 de fazer raiva na torcida local, mas Fellaini resolveu para o United. E desta vez, não foi de cabeça. O belga brigou com a marcação dentro da área, fez o giro e chutou no canto, aos 46 minutos do segundo tempo.



Ficha técnica:.

Juventus: Szczesny; Cancelo, Bonucci, Chiellini e Alex Sandro (Cuadrado); Matuidi, Bentancur e Pjanic; Dybala (Douglas Costa), Cristiano Ronaldo e Mandzukic. Técnico: Massimiliano Allegri.

Valencia: Neto; Wass, Gabriel Paulista, Diakhaby e Gayà; Kondogbia (Soler), Coquelín, Parejo e Gonçalo Guedes; Santi Mina (Batshuayi) e Rodrigo (Gameiro). Técnico: Marcelino García Toral.

Árbitro: William Collum (Escócia), auxiliado pelos compatriotas David McGeachie e Graeme Stewart.

Cartões amarelos: Bentancur, Cuadrado e Matuidi (Juventus); Gayà, Kondogbia, Diakhaby e Gonçalo Guedes (Valencia).

Gol: Mandzukic (Juventus).

Estádio: Allianz Stadium, em Turim (Itália).

Esporte