PUBLICIDADE
Topo

Esporte

EUA vencem no salto por equipes, e alemã lidera rumo à final individual

21/09/2018 22h56

Tryon (EUA), 21 set (EFE).- Os Estados Unidos conquistaram a medalha de ouro no salto por equipes com uma vitória sobre a Suécia no desempate nesta sexta-feira, dia que também teve como destaque a classificação da alemã Simone Blum como primeira colocada para a final individual da modalidade nos Jogos Equestres Mundiais, disputados na cidade americana de Tryon.

A emoção reinou na final do salto por equipes. Após as performances dos 40 cavaleiros das dez finalistas, EUA e Suécia tinham 20,59 pontos de penalização cada, então foram ao desempate. A Alemanha garantiu o bronze, com 22,09 pontos.

Na disputa pelo ouro, os quatro cavaleiros dos dois países tiveram que fazer um percurso mais curto que o da rodada principal. As equipes voltaram a empatar, com quatro pontos cada, mas os EUA levaram a melhor por terem terminado a prova em 100s67, enquanto a Suécia demorou 102s73.

O diretor esportivo da equipe americana, Robert Ridland, disse em entrevista coletiva que foi uma final "incrível" e que o esporte foi visto em sua "melhor versão". O dirigente sueco Henrick Ankarcrona comentou que sua equipe estava "mentalmente preparada para um possível desempate" e que, embora estivesse melhor do que nunca, não foi suficientemente rápida para bater a americana.

Também foram definidas as classificações diretas de seis países para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Além de EUA, Suécia e Alemanha, garantiram vagas Suíça, Holanda e Austrália.

Os pontos somados durante a prova também serviram para determinar quais os 25 cavaleiros que disputarão a final individual do salto. No domingo, os competidores precisarão disputar mais duas rodadas. A soma das penalizações decidirá as medalhas.

A amazona alemã Simone Blum chegará à decisão com a maior vantagem, após ter conseguido o segundo "zero" consecutivo, somando 2,47 pontos no total. Ela é seguida de perto pelo austríaco Max Kühner (2,97) e, um pouco mais distante, pelo suíço Martin Fuchs (4,68), que ocupa o terceiro lugar.

O único cavaleiro da América Latina a se classificar para a final individual foi o brasileiro Pedro Veniss, que começará na décima posição, com 8,17 pontos.

Depois de competir nesta sexta-feira, Veniss explicou que seu cavalo machucou uma das patas após a ferradura ter se soltado no terceiro obstáculo.

"Espero que não seja nada grave porque o ferro ficou muito torcido e fez um pequeno corte em uma das patas", disse o brasileiro à imprensa.

Hoje ainda foram entregues as medalhas da competição por equipes de adestramento paraequestre, modalidade que foi vencida pela Holanda.

A equipe holandesa terminou a competição com uma pontuação combinada de 223,597. A prata ficou com o Reino Unido (222,957), enquanto o bronze foi para a Alemanha (219,001).

O Brasil, que contava com a participação de Rodolpho Riskalla, medalhista de prata na categoria individual de grau IV, ficou na metade da tabela como sétimo colocado entre os 14 países participantes ao somar 210,965 pontos.

Esporte