PUBLICIDADE
Topo

Tênis

Ex-tenista campeão olímpico fica preso em restaurante em ataques na Áustria

Nicolas Massú com ouro em Atenas - AFP PHOTO / Jacques DEMARTHON
Nicolas Massú com ouro em Atenas Imagem: AFP PHOTO / Jacques DEMARTHON

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/11/2020 16h52

O ex-tenista Nicolás Massú foi uma das pessoas que presenciou os ataques terroristas ontem em Viena, na Áustria. O chileno de 41 anos, vencedor de duas medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, usou as redes sociais no momento dos atentados e disse que ficou oito horas preso em um restaurante.

"Estou no centro de Viena, muito perto do ataque, estamos dentro de um restaurante esperando saber quando podemos sair daqui...", escreveu Massú.

Algumas horas depois da primeira publicação, o ex-tenista tranquilizou os seguidores.

"Já estou no hotel, tranquilo, depois de um enorme susto. Estivemos oito horas fechados no restaurante por precaução. Obrigado pelas suas mensagens de preocupação", completou.

Atualmente, Nicolás Massú é treinador do austríaco Dominic Thiem, número 3 do mundo e atual campeão do US Open. O chileno conquistou o ouro na chave de simples e de duplas nos Jogos de Atenas.

Na noite de ontem, um tiroteio na capital da Áustria deixou diversas pessoas feridas. Segundo o prefeito de Viena, 15 feridos estavam sendo atendidos em hospitais da cidade, sendo que sete deles estavam em estado grave. O governo austríaco classificou o ocorrido como um "hediondo ataque terrorista".

Tênis