PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Zé critica arbitragem e gramado e enaltece 'competitividade' do Botafogo

REUTERS/Sergio Moraes
Imagem: REUTERS/Sergio Moraes

30/09/2018 20h07

Mesmo sem ver o Botafogo sair vitorioso contra o São Paulo, que esteve atrás do placar por duas vezes neste domingo, Zé Ricardo enxergou, no geral, uma atuação digna de elogios no Nilton Santos, no empate em 2 a 2, construído com a "competitividade" dos comandados do treinador alvinegro.

Em entrevista coletiva após a partida, válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, além do elogio, atrelado à lamentação, houve reclamação por conta de dois fatores: a arbitragem, capitaneada pelo juiz da federação paranaense Rafael Traci, e o gramado do estádio.

"Tenho dois anos e meio de profissional. Só me lembro de ter falado de arbitragem uma vez, senão me engano na Arena Corinthians, num gol mão do Jô, ainda pelo Vasco. Não gostei da arbitragem. O Rafael (Traci) é bom árbitro, mas não foi bem. No primeiro gol, na minha visão, pode ser passível de discussões, mas acho que Diego estava impedido. Logicamente o nosso atleta não vai dar passe para trás ali, a bola bateu nele. Anderson Martins, que foi meu zagueiro, excelente zagueiro, poderia ter sido expulso. Passível de expulsão também um lance no Rabello (no qual Carneiro sobe junto a ele para cabecear). Nunca justifiquei nenhum tipo de resultado, mas é importante essa questão. Tem que estar atento em todas as situações. De forma geral, acho que a arbitragem foi ruim", disse Zé, que também dez duras críticas ao gramado:

"Infelizmente nosso gramado não apresenta condições ideais, isso atrapalha, atrapalhou o São Paulo também. Vamos torcer para que a empresa que cuida do nosso gramado tenha tempo para melhorar."

Mas também vemos a versão "padrão" de Zé Ricardo, que mostrou acreditar em um sinal positivo quanto à performance do Botafogo contra o São Paulo.

"É um empate que deixa a gente realmente chateado porque poderia ter saído com a vitória. Enfrentamos o então líder da competição, com grandes jogadores e de alto nível. Mas deixamos a mensagem da competitividade. Se formos competitivos igual como fomos hoje, poderemos jogar de igual para igual diante de qualquer equipe", comentou o treinador.

O Botafogo de Zé Ricardo, agora, precisa virar a chave para enfrentar o Bahia nesta quarta-feira, no mesmo Nilton Santos, pela partida de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Como perdeu na ida por 1 a 0, o Glorioso precisa de uma vitória simples para avançar no torneio.

Esporte