PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Zaga do Corinthians ganha entrosamento: poucos erros de passe e bem no alto

16/02/2017 07h10

Juntos e intocáveis há cinco partidas, os zagueiros Balbuena e Pablo viveram uma noite especial nesta quarta-feira. Enquanto o camisa 3 marcou de cabeça o gol da vitória por 1 a 0 diante do Novorizontino, pela terceira rodada do Campeonato Paulista, o número 4 do Timão não errou um único passe ao longo da partida, segundo números do Footstats. A nova dupla de zaga do Corinthians sofreu dois gols nos cinco jogos lado a lado, ambos diante do Santo André, na rodada passada. Ao se redimirem neste meio de semana, um motivo a mais para festa: tranquilidade para seguir evoluindo. E se entrosando.

"A temporada está começando, estamos nos entrosando ainda e em um bom caminho. Com vitórias assim, dá para trabalhar com mais tranquilidade para corrigir os erros. O importante mesmo é que a gente não tomou gol. O rival não teve chances claras, é importante todo mundo sem bola está defendendo para manter a segurança", opinou Balbuena.

Jogador do Corinthians desde 2016, o paraguaio já chegou como titular após ser comprado do Libertad, formando dupla com jogadores como Felipe, Vilson e Pedro Henrique. Neste ano, foi com Pedro que Balbuena iniciou a temporada, mas Pablo também já chegou para jogar e se firmou no setor ao seu lado. Em 2017, Balbuena foi titular e atuou do início ao fim de todas as sete partidas do Corinthians.

Diante do Novorizontino, o paraguaio não errou passes. O jogador, porém, releva a estatística. Duas jogadas pontuadas como lançamentos são vistas por Balbuena como erros de passe. Ainda assim, a evolução do setor defensivo é comemorada pelo Corinthians.

"Acho que errei dois passes, um no primeiro tempo que quis dar para o Romero, ele fez o movimento e veio para dentro para receber em uma jogada antes. Depois, ele fez o mesmo movimento e foi para o fundo, mas eu tentei enfiar por dentro e me confundi. E no segundo tempo, que quis dar para o Pablo, foi muito forte. Eu pessoalmente me cobro muito, não quero errar passes. Mas como disse, o importante é que não sofremos gols. Quanto mais isso acontecer, mais perto ficaremos das vitórias", disse.

Esporte