PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2021

Juventude marca de pênalti no fim e evita derrota para o Atlético-GO

Colaboração para o UOL, de São Paulo

11/07/2021 12h59

Classificação e Jogos

Com um pênalti no último minuto da partida, o Juventude conseguiu empatar com o Atlético-GO na manhã de hoje (11), no Alfredo Jaconi, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Dragão abriu o placar com Zé Roberto, em sua primeira jogada no jogo. Aos 49 do segundo tempo, Matheus Peixoto fechou o marcador em 1 a 1.

Com o empate, o Juventude deixa para trás a sequência de duas derrotas e assume a 12ª colocação, com 13 pontos. Já o Atlético-GO é o nono, com 15. A pontuação é a mesma do Santos, mas o rubro negro tem uma partida a menos.

O time de Caxias do Sul terá o clássico com o Internacional como próximo compromisso no Brasileirão, no próximo domingo (18). No mesmo dia, o Dragão recebe o líder Palmeiras no Serra Dourada.

Sempre ele!

Seis dos oito gols marcados pelo Juventude no Brasileirão saíram dos pés de Matheus Peixoto. E hoje não foi diferente. Com um pênalti no último minuto da partida, ele conseguiu evitar a terceira derrota consecutiva do alviverde e assumiu a vice-artilharia do Brasileirão, atrás apenas de Gilberto, do Bahia.

Mudança de última hora

Por conta de dores sentidas durante o aquecimento, Paulinho Bóia, uma das referências ofensivas do Juventude, precisou ser trocado minutos antes de a bola rolar por Marcos Vinicios. O jogador de 20 anos até teve iniciativa e participação na partida, mas enfrentou dificuldades por conta da boa marcação do Atlético-GO. Ainda recebeu cartão amarelo no fim do primeiro tempo por falta em William Maranhão.

Marcações encaixam e travam primeiro tempo

Os 45 minutos iniciais no Alfredo Jaconi foram bem equilibrados em quase todas as estatísticas. Os dois times tocaram muito a bola, arriscaram chutes e também tiveram um alto número de desarmes. Quando conseguiam superar a boa marcação, tanto Juventude quanto Atlético-GO falhavam na mira, na força ou se deparavam com uma boa atuação do goleiro adversário.

Aos 13, o Dragão arriscou de fora da área após erro de saída de bola do Juventude, forçando Marcelo Carné a se esticar para mandar para escanteio. Aos 19, foi foram os gaúchos que conseguiram jogada semelhante, com Wescley mandando no canto e Fernando Miguel fazendo a defesa.

Plantão médico

A maca foi acionada três vezes apenas na primeira metade do segundo tempo. A primeira foi quando Dudu, lateral do Atlético-GO, sentiu dores no tornozelo, mas logo ele se recuperou e voltou para o gramado. William Matheus ficou no chão após dividida e também pediu atendimento. Depois, a equipe foi novamente chamada para atender Michel Macedo e Igor Cariús, que se chocaram pelo alto. Ambos também voltaram para o jogo.

Iluminado!

Aos 26 minutos do segundo tempo, Barroca mexeu no ataque do Dragão, trocando Lucão por Zé Roberto. Em sua primeira jogada, cerca de três minutos depois de entrar no jogo, ele cabeceou a bola cruzada por Natanael e abriu o placar para o Atlético-GO.

Pressão no fim

Se a marcação do Atlético-GO já era eficiente com o 0 a 0, isso aumentou com a vantagem no placar. Na reta final do jogo, o Juventude teve mais posse de bola, mas não conseguia converter isso em oportunidades.

Isso mudou aos 49 minutos, quando a bola cruzada por Paulo Henrique bate no braço esquerdo de Gabriel Baralhas, e o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães marca a penalidade, convertida pelo artilheiro Matheus Peixoto.

FICHA TÉCNICA
JUVENTUDE 1 X 1 ATLÉTICO-GO

Competição: Campeonato Brasileiro (11ª rodada)
Data: 11 de julho de 2021, domingo
Hora: 11h (de Brasília)
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul/RS
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Daniel do Espirito Santo Parro (ambos do RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Gols: Zé Roberto (Atlético-GO) aos 30' do 2ºT e Matheus Peixoto (Juventude) aos 50' do 2ºT
Cartões amarelos: Marcos Vinicios e Vitor Mendes (Juventude); William Maranhão e Marlon Freitas (Atlético-GO)
Cartões vermelhos: nenhum

Juventude: Marcelo Carné; Michel (Paulo Henrique), Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Elton (Capixaba), Jadson (Fernando Pacheco), Guilherme Castilho, Wescley (Wagner) e Marcos Vinicios (Chico); Matheus Peixoto. Técnico: Marquinhos Santos

Atlético-GO: Fernando Miguel; Dudu, Oliveira, Éder e Igor Cariús; Willian Maranhão, Marlon Freitas e Arthur Gomes (Janderson); André Luís (Arnaldo), Lucão (Zé Roberto) e Natanael (Baralhas). Técnico: Eduardo Barroca