Topo

RMP: "Auxiliar fez Flamengo parar de dar totó e voltar a ser como do Jesus"

Do UOL, em São Paulo

01/10/2020 12h00

Classificação e Jogos

Mesmo ainda com desfalques devido à covid-19, inclusive o técnico Domènec Torrent, o Flamengo comandado pelo auxiliar Jordi Guerrero conseguiu uma boa atuação para golear o Independiente Del Valle por 4 a 0 e selar sua classificação para as oitavas de final da Libertadores, tendo entre os destaques em campo o goleiro Hugo e a dupla de zagueiros com Gabriel Noga e Natan, ambos das categorias de base.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL, Renato Maurício Prado elogia a atuação do Rubro-negro e diz que o time comandado pelo auxiliar Jordi Guerrero conseguiu ter mais mobilidade que anteriormente com o técnico Domènec Torrent, com um futebol mais parecido com o que apresentava o time com Jorge Jesus.

"O time com ele deixou de jogar o futebol de totó, o time com ele voltou a ter mobilidade, voltou a ser aquele Flamengo do Jorge Jesus, em que o Arrascaeta tinha liberdade para andar para tudo quanto é lado, em que o Gabigol entrava de facão da direita, mas ia para ser centroavante. A jogada do segundo gol o Gabigol está na esquerda. Ou seja, o time acertou em termos de armação agora", afirma Renato.

"O Arraecaeta está jogando uma barbaridade, voltou à forma e está jogando uma barbaridade, o Gerson voltou à forma e está jogando barbaridade, o Thiago Maia está jogando muito bem, o Arão vai ter que esquentar um banquinho, não tenho a menor dúvida disso", completa.

O jornalista também destaca a atuação dos zagueiros da base e chama a atenção para o fato de o Flamengo ter sido nos últimos anos um clube que contrata muito, mas encontrou boas opções nas categorias de base, destacando as atuações dos zagueiros e do goleiro.

"Quem acertou esse time foram os garotos, acertaram a defesa. Eu fico me perguntando, o Flamengo saiu atrás quando perdeu o Pablo Marí desesperado para contratar o Léo Pereira, do Athletico-PR e o Gustavo Henrique, do Santos. Aparentemente, dois grandes zagueiros. Nenhum dos dois conseguiu acertar até agora. Aí sobem três garotos da base, Otávio, o Rodrigo Noga e o Natan, e jogam mais do que o Léo Pereira e o Gustavo em todos os jogos que eles jogaram", diz Renato.

"O Neneca tem que ser o segundo goleiro e vou te dizer, quando acertar algumas coisinhas, por exemplo, ele ainda não sai bem do gol, teve duas bolas cruzadas na área em que ele ficou na dúvida. Saída de bola também com o pé ele às vezes ainda faz uma lambancinha ou outra, agora, debaixo dos paus é um monstro. Se não fosse ele hoje, o Flamengo poderia ter saído perdendo de 2 a 0 antes de fazer o primeiro gol", completa.

Para Renato, com os jogadores que já tinha em seu elenco e agora com a demonstração da capacidade dos jovens atletas que subiram das categorias de base, o Flamengo pode brigar por todos os títulos que disputar.

"O elenco do Flamengo que antes da crise da covid todo mundo já dizia que era o melhor do Brasil, agora com esses garotos todos entrando, o elenco agora ficou realmente forte o suficiente para brigar por todos os títulos, desde que o Jordi Guerrero consiga convencer o Dome que é essa maneira de jogar e não aquela história de totó", conclui.

O Fim de Papo foi apresentado por Vinícius Mesquita, com os comentários dos jornalistas Danilo Lavieri, José Trajano e Renato Maurício Prado. O programa vai ao ar sempre ao vivo no Youtube do UOL Esporte, na home do UOL e nas redes sociais após os principais jogos das rodadas de meio de semana do futebol brasileiro.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

RMP: "Auxiliar fez Flamengo parar de dar totó e voltar a ser como do Jesus" - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Futebol