Topo

Do dérbi ao prêmio da Fifa: a história de Silvia Grecco e Nickollas

Silvia Grecco e o filho Nickollas venceram o prêmio Fifa Fan Award Imagem: REUTERS/Flavio Lo Scalzo

Do UOL, em São Paulo (SP)

25/09/2019 04h00

Torcedores do Palmeiras, Silvia Grecco, mãe, e Nickollas, filho, foram premiados pela Fifa na categoria "fã do ano" em meio à cerimônia "The Best", realizada nessa segunda-feira (23), em Milão. Foi a celebração de uma inspiradora história, que venceu votação promovida pelo site oficial da organização internacional.

As constantes idas de Silvia e do garoto de 12 anos de idade aos jogos do Palmeiras ganharam notoriedade para o mundo foi no dia 9 de setembro de 2018, quando eles acompanhavam vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, reportagem da TV Globo flagrou momentos em que Silvia narrava os lances da partida para Nickollas, que tem deficiência visual e é autista.

A partir daquele momento, a rotina desses torcedores mudou. A semana após o dérbi foi quase toda dedicada a uma série de entrevistas. Televisões, jornais, sites e revistas buscaram contato com Sílvia e Nickollas. Eles fizeram o tour disponível no Allianz Parque, e o garoto até bateu um pênalti para celebrar o momento. No dia 12 daquele mês, Nickollas foi ao programa "Encontro com Fátima Bernardes", da Rede Globo, e lá ganhou um gol narrado ao vivo por Cléber Machado.

Na mesma semana, a convite do ex-técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, o menino ganhou a chance de conhecer todos os jogadores do elenco e visitar as instalações do clube. Assim, Nickollas se tornou um dos símbolos da conquista palmeirense no Brasileirão de 2018. Prova disso foi dada por Deyverson, após vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio. Na ocasião, o centroavante dedicou os seus gols ao jovem palmeirense que "mostrava que nada era impossível".

Em 2019, a história deles foi selecionada para iniciar uma série da Fifa: "Sheroes" - uma mistura de "she", palavra em inglês para "ela", e "heroes", que significa "heróis". O produto teve como intuito contar a relação de várias mulheres com o futebol:

No dia 2 de setembro de 2019, Silvia recebeu a notícia que disputaria prêmio da Fifa dedicado a torcedores. Ela concorreu com a torcida holandesa na Copa do Mundo de Futebol Feminino, que ficou conhecida como "maré laranja", e com o uruguaio Justo Sánchez, que passou a torcer pelo clube do coração do filho, morto em uma tragédia.

A Nickollas, restava o sonho de conhecer os jogadores da seleção brasileira. No último dia 6, o jovem esteve no Sun Life Stadium, em Miami, nos Estados Unidos, no empate do Brasil com a Colômbia em 2 a 2 e entrou com Neymar em campo.

Após a partida, Silvia escreveu um texto emocionante em suas redes sociais. A trajetória foi consagrada com o prêmio recebido.

RedeTV!: Lionel Messi é eleito melhor jogador do mundo em prêmio da Fifa

redetv

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Do dérbi ao prêmio da Fifa: a história de Silvia Grecco e Nickollas - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Palmeiras